Vértice #43: Nintendocast

É chegado o fim de mais um ano e com ele vem a necessidade inerente ao ser humano de listar tudo que aconteceu de melhor e também de olhar para o futuro e o que ele guarda. No último fim de semana, tivemos as duas coisas materializadas em dois eventos distintos: o The Game Awards e o Playstation Experience.

E para comentar todos os ocorridos, André, Rick, Sushi e Márcio se unem em mais um Vértice que contou com o aberto novo Zelda, o (decepcionante?) gameplay de Uncharted 4, o retorno de King’s Quest, o segundo jogo dos desenvolvedores de Gone Home, o vazado Street Fighter V e o novíssimo (não) Final Fantasy VII.

E claro, eles também comentaram o que jogaram nas últimas semanas: Bayonetta 2, Tales from the Borderlands, Game of Thrones (da Telltale) e Mario Kart 8.

Envie Sua Pergunta!

Tem alguma dúvida, questionamento ou tópico de discussão sobre games, a vida, o universo e métodos de ganhar dinheiro? Deixe-a nos comentários abaixo ou envie seu e-mail pelo formulário de contato ou para contato@jogabilida.de. Você pode também enviar sua pergunta pelo nosso Ask.fm!

Caixa Postal

Se você também acha que se comunicar somente através e-mails ou comentários conosco nos traz mais e mais próximos das máquinas que um dia nos dominarão, você pode também enviar suas cartinhas, desenhos, presentes e qualquer outra coisa (inofensiva e não explosiva) que quiser para:

Jogabilidade
Caixa Postal 24553
CEP: 03365-970 / São Paulo – SP

Links:

  • Shirokasi

    Jogabilidade precisa abrir uma pizzaria e o Sushi tem que ser o entregador, nunca tarda não importa as condições.

    • Dudley_o_Boxista

      E ainda vão poder ter o slogan: “Pizza com Sushi na sua casa”.

  • Atos Ferreira Machado

    Obrigado sushi pelo podcast nosso de cada dia, amém.

    • Dariek

      Amém

  • Eu estou aqui principalmente porque eu fui uma das pessoas que reclamou(e vou continuar reclamando) do Link ser destro. Pra mim, mais do que manter a tradição, é manter um dos poucos personagens canhotos da ficção. Como uma pessoa canhota, a primeira coisa que eu reparo sempre que vejo um personagem empunhando uma espada ou arma, é em que mão ela está e o Link em OoT foi provavelmente o primeiro personagem que eu vi que usava a espada na mesma mão que eu com meus brinquedos. Um dos fatores que me fazem gostar da Arya Stark é isso, então eu fico de fato triste e um pouco incomodado em mudarem isso. Já vi teorias de que esse jogo pode ser uma continuação direta de Skyward Sword e assim eu não ligaria tanto porque se for o mesmo Link, eu consigo conviver melhor com essa escolha. Pelo menos melhor do que saber que o Sakurai e a Omega Force estejam mantendo esse fator que é uma das poucas características “únicas” do Link ao contrário do Aonuma

    E eu também não vejo a necessidade que o André tem de ver a série mudando só por mudar, tipo o lance da túnica, por que até que ponto você pode continuar mudando e continuar sendo a mesma série? Além disso, considerando a grande diferença de tempo entre dois Zeldas de console, não me sinto nem um pouco fadigado com a franquia. Não é como se eles saíssem todo ano e fossem a mesma coisa

    Eu espero ver a túnica verde icônica e mais. Customização de personagem é lecau

    (E preciso dar meu parabéns pro pessoal da From Software porque eles fizeram uma espada especial para canhotos em Dark Souls II. <3)

    Agora as outras coisas

    Bayonetta 2 foi um jogo que eu me recusei a comprar porque eu acho ele feio. Não tecnicamente, ele parece rodar direitinho, mas eu acho a arte. O character design da Bayonetta merece estar no mesmo patamar que os de Dragon's Crown, os cenários que são a Europa-Japonesa mais genérica do mundo. Blergh.

    Eu gostei dos dois episódios da Telltale dessa leva 2014-2015. Apesar de ter gostado do tom de humor do Borderlands, eu acho que eles fazem um trabalho melhor em fazer o drama de Game of Thrones. Meu unico problema com esse foi a presença dos personagens da série que podiam não estar ali e o quão feio o modelo deles ficaram.

    Assisti o TGA com os comentários de vocês e foi muito bom, obrigado, mas discordo que Far Cry 4 seja o jogo que menos merece ganhar como Melhor Shooter do Ano. Pelo menos em parte. Se você for premiar o jogo cujo o ato de atirar é melhor, ai de fato Far Cry provavelmente é o pior da lista, mas se for premiar o melhor jogo entre os shooters, acho que ele merece bem mais que Destiny ou Titanfall. Porque ele pode ser praticamente o 3 de novo, mas pelo menos ele é um jogo completo, um jogo com uma narrativa e com algum nível de design diferente de "Mata essas waves de inimigos ae". Se Far Cry 5 for o mesmo esquema, ai talvez sim comece a ser um problema, mas Far Cry 4 continua sendo um jogo muito bom.

    Não assisti a conferencia da PSX e a unica coisa que vi de Uncharted foi o que vocês mostraram na live desse Vértice, como todos os da Naughty Dog parece um bom filme. Só quis comentar que o Troy Baker já fez pra Naughty Dog um personagem bem mais velho que o Nathan, então acho que faz sentido chamarem ele pra fazer um personagem que regule idade com o Joel(Falando em Joel, comprei um PS4 essa semana e veio o código de um jogo de graça, pra minha tristeza foi The Last of Us Remaster. Então em breve estarei rejogando e reclamando mais)

    • André Campos

      Eu só acho que qualquer mudança é sempre melhor que permanecer o mesmo. O Link canhoto e de túnica verde já existe em dezenas de jogos, por que não torcer por algo que ainda não vimos?

      • Mas ao menos que tenha um propósito, como foi em Skyward Sword(Que acabou tornando a minha experiência com o jogo literalmente pior porque eu tinha que jogar como destro), me parece desnecessário. Ainda mais nesse caso que o jogo provavelmente não vai ter controles de movimento, só me deixa preocupado que o novo canon pro personagem é ser destro.

        Pra mim é como se você jogasse um Metroid inteiro e no final, ao tirar a armadura, você descobre que a Samus agora é um cara musculoso e careca nos seus 30 anos

        • André Campos

          Claro, a torcida é sempre pra que qualquer mudança tenha um propósito. Mas, pra mim, é sempre mais empolgante correr esse risco, como se anunciassem que um novo Metroid deixaria de ser um sidescroller 2D e passaria a ser um FPS, já imaginou? =P

          • Mas é diferente porque na real, a mão dominante do Link provavelmente não vai mudar em nada o jogo, só vai diminuir a minha identificação com o personagem e tornar o que é uma página em branco, ainda mais em branco

            É uma mudança praticamente cosmética, mas que era algo que eu me apegava justamente por ele ser um dos pouquíssimos personagens com essa característica

          • André Campos

            Verdade, essa mudança só faz sentido se de alguma forma mantiverem a opção de usar controle de movimentos a la Skyward Sword, assim como mantiveram a de usar o volante com o Wii-Mote no Mario Kart 8.

          • Eu acho que a melhor solução seria poder escolher. Não pelo canon da série, mas porque jogar o Skyward Sword como canhoto é uma camada de complicação a mais

            E uma das coisas que me incomodou no vídeo foi o uso exagerado do giroscópio do tablet, espero que assim como o Wind Waker HD e o Ocarina of Time 3D dê para desligar isso. Espero também que dê pra jogar com o Pro Controller porque ele é muito melhor que o Gamepad

            Ainda estou tentando entender o porquê do Márcio ter falado que queria que o uso do gamepad fosse obrigatório

          • Márcio Barrios

            Pq faria eles criarem uma jogabilidade e interações únicas pro jogo. Talvez algo relacionado a assoprar, falar, mover e tocar a tela, etc. Mas é só um desejo bobo ;P

    • Dudley_o_Boxista

      Sobre mudanças em Zelda, pense da seguinte forma:

      Quantos jogos do Mario conseguem inovar na forma, mudando um monte de coisa e ainda sim são jogos excelentes e mantêm o espírito da franquia? Me referindo só aos Mario’s de Plataforma.

      Super Mario World é um jogo completamente diferente de New Super Mario Bros, que é diferente de Super Mario 3D Land, que é ainda mais diferente de Mario 64.

      • Mas Mario mantem sempre os elementos clássicos, ele sempre é um encanador pseudo italiano gordo de bigode, tem os cogumelos que te fazem crescer e os que de tão 1up, tem as roupas bizarras, etc

        Eles mudam só a filosofia que eles vão seguir pra cada jogo e eu acho isso genial. Os Marios 3D, pra mim, exemplos de como se fazer uma franquia. Tanto que até o momento o meu jogo favorito do WiiU é o Super Mario 3D World

        Meu problema com as mudanças de Zelda não são mudar a filosofia de design, que é algo que eles meio que fazem, mas sim mudar o núcleo

        • Dudley_o_Boxista

          Não exatamente, não existe cogumelo de crescer no Mario 64 por exemplo. O problema do Zelda não manter o Link canhoto, mas manter a estrutura do jogo muito igual. Falta inovar nas mecânicas, falta impressionar, fugir da fórmula padrão, como Mario fez. No Super Mario World, o foco do desafio é terminar a fase enquanto no Mario 3D Land tem como desafio coletar as moedas de cada fase. Já nos 3D, o que importa e fazer as missões pra ganhar as estrelas. E cada um deles faz isso de diferentes formas.

          Outro exemplo de franquia que mudou sem perder a qualidade foi Metroid. E pra isso não foi necessário mudar as características clássicas da personagem.

          Diria que as maiores mudanças que Zelda sofreu foram do primeiro jogo para o segundo e do segundo pro A Link To The Past.

          • Eu nem vou tentar negar no sentido de mudar de jogo pra jogo, os Marios principais(não contando os News, porque esses são basicamente o mesmo jogo) são mais ousados do que Zelda, mas Zelda também tem suas mudanças de jogo pra jogo

            O Ocarina colocou a série em 3D
            O Majora’s é o mais diferente de todos(e o que eu menos gosto. Talvez não por ser o mais diferente, mas pelo clima depressivo, pelo contador de tempo e a repetição)
            O Wind Waker tem a arte completamente diferente e o lance do mar
            O Twilight Princess é o que menos muda, porque tirando o lance do lobo(Que é uma merda) e a paleta de cor que se resume a marrom, ele é praticamente o Aonuma tentando refazer o Ocarina of Time -e acabou sendo, na minha opinião, o Zelda mais sem graça e sem alma da série
            O Skyward Sword tem uma nova direção da arte(minha favorita na série) e como foco o controle de movimento e tornar o jogo mais linear
            E tudo indica que o de WiiU tá indo pro viés de ser completamente aberto

            Então eu realmente acho que eles fazem um trabalho bom em manter a série com jogos espaçados o bastante pra não saturar e diferentes o bastante pra não me enjoar, ao contrário de Assassin’s Creed e Call of Duty

  • Willian Nunes

    Aeeee, mas um Vértice!
    Pergunta marota. Rola spoiler da série de tv/livros quando o jogo de Game of Thrones é citado ou posso ouvir numa boa? 😛

    • André Campos

      Rola da série, o jogo começa com o final da terceira temporada, então você precisa assistir pelo menos até lá pra não tomar spoiler!

      • Willian Nunes

        Tô ferrado então XD
        Estou no final do segundo livro(e nunca vi a série de tv). Terei de usar a técnica da pulo de minutos mediúnico certeiro. Salvai-me deuses novos e velhos, haha. Valeu, André!

  • CARLA

    Não da pra levar o podcast de vcs a serio passam o ano inteiro com piadinhas ridículas sobre a Nintendo, ai após uns premiozinhos ridículos que a BIG N ganha em uma cerimonia ridícula vem vcs com rasgação de seda.
    lamentável.Opinioes sempre fundamentadas em sites e premiozinhos americanos, um pouco de vergonha na cara pra vcs rapazes.

    • Dudley_o_Boxista

      Você não ouve o mesmo podcast que eu, todas as críticas que eles fizeram a Nintendo que eu me lembre são sempre sobre como a empresa se comporta, fazendo cagadas absurdas e não sobre a qualidade dos jogos.

    • André Campos

      Realmente lamentável termos voltado atrás e retirado todas as críticas e piadinhas que fizemos com a Nintendo e… Ah, não, pera.

      • brunopessoa

        A seriedade deste evento já começa quando um jogo que não é considerado um jogo de luta pela própria empresa que a fez é indicado duas vezes em diferentes plataformas e ganha mesmo assim.

    • Bruno Alves Siqueira

      Nossa, calma, lembre-se da regra básica da internet, não diga nos comentários aquilo que você não teria coragem de dizer pessoalmente. Seria legal maneirar nos xingamentos né?!

    • Márcio Barrios

      Blz, se loga com uma conta que não seja fake, mostre que vc é uma pessoa real e todos daremos as mãos, cantaremos kumbaya e criaremos vergonha na cara juntos o/

      • Atos Ferreira Machado

        A parte de todos nós darmos as mãos e cantarmos juntos kumbaya só acontece se eu for bacaca, fizer um comentário imbecil e não tiver conta fake? 🙁

    • Carlos

      Muito bom esse foi o melhor comentário que eu vi aqui em anos é isso mesmo mete porrada nesses hipócritas do caralho.

      • Carolina Gonçalves

        E ainda faz outra conta fake pra elogiar o próprio comentário! Parabéns, +1 de credibilidade.

    • Juliano Da Silveira Riça

      eu acho que isso quer dizer que a Nintendo fizeram eles mudarem de opinião por merito no seu desempenho.

  • Tais

    Olha, o Border 2 melhorou em vários aspectos em comparação ao seu antecessor e isso inclui a narrativa. Botaram muito mais coisa, mais personagens, mais background pros anteriores (especialmente os vault hunters originais) e no geral foi um acréscimo positivo. Ficou menos whatever do que no Border 1 sem dúvida alguma, mas também tá longe de ser um grande motivo pra justificar a jogatina =P

    Fico feliz de que a Telltale deixou esse universo melhor ainda! compraray numa promoção.

  • Valeu Sushilord ♥

  • Sushi querendo bater seus recordes. Daqui a pouco o Vértice vai terminar de ser gravado meia-noite e 6 da manhã do dia seguinte já teremos a versão editada.

  • Fernando Henrique

    Sushi batendo recordes! kkkkkkkkkkk

  • Vinicius

    o/
    Esse cast veio na hora certa. Estou levantando doas as informações que preciso para entrar de “jaka” no mundo da Nintendo com o Wii U.
    Comprei um 3DS em novembro de 2013 e estou me divertindo muito e com os lançamentos e da Nintendo e pelo o que estar por vir, vou apostar minhas fixas na Nintendo como o segundo console.

    Volto após ouvir participar dos comentários.

  • Bruno Alves Siqueira

    Comentando o podcast, realmente Mario Kart 8 foi um dos melhores jogos do ano e faço a pergunta, para vocês que já jogaram o Dragon Age: Inquisition, esse jogo realmente é isso tudo?

    Agora não sei se estou sendo influenciado, mas achei o Uncharted 4 muito foda, mudou minha ideia de ficar apenas com o PC e agora penso em comprar um play 4 devido aos exclusivos.

    • Márcio Barrios

      Cara, na minha opinião Dragon Age está no Top 3 do ano.

    • Anderson

      O final é ruim e pode mudar sua perspectiva sobre a qualidade do jogo como um todo (foi o que aconteceu comigo)!
      Dito isso, ainda acho que vale a pena para os fãs desse tipo de RPG.

  • Bruno Alves Siqueira

    SFV é mais do mesmo. Não animei.

    • Anderson

      Mais do mesmo só que diferente. Animei!

    • Leandro Tavares

      É mais um Fifa/ PES/ NFL/ NBA alguma coisa 😀

  • lpolon

    Eu acompanhei a mudança da visão do André sobre o Bayonetta (primeiro) na epoca do Now loading e me sinto parciaente responsável por isso.
    logo depois do André comentar eu lembro de spammar o email e os comentários explicando porque bayonetta é legal e funciona e faz sentido… enfim.
    André, no meu coração você gosta de bayonetta por minha causa

    • André Campos

      No meu também! <3

    • Juliano Da Silveira Riça

      Cara eu lembro disso, foi no ultimo cast do nowloading inclusive. Lembro das reclamações. Importante salientar que independente da historia ou personagem Bayonetta, o ponto forte do game é o gameplay dele e nele está o apelo do jogo.

  • Juliano Da Silveira Riça

    Eu gostei bastante desse cast e espero futuramente que vcs comentem mais sobre jogos dos consoles da Nintendo, pelo menos esporadicamente.

  • Fabio Tust

    Ótimo podcast como sempre!
    Vou baixar o dash para ouvir sobre o day of tentacle e já ir me preparando para jogar ele no Vita.

  • Kisaragi

    Olá senhores jogabilideiros.

    Rick, acabei de ver uma postagem sua no forum da riot games, mas precisamente no jogo league of legends.

    rsrsrsrsrss tu ta trabalhando para os caras? que maneiro mano, embora saibamos que o Andre não curte MOBA, espero que vcs façam um cast sobre o assunto um dia, sou ouvinte desde a época do nowloading e gostaria de agradecer pelas horas de diversão, valeu ai gente.

  • thiago_joker

    Gostei do podcast. Discussões válidas, e é bem legal ver a evolução do ponto de vista de vocês.

    Aguardando a chegada do meu Mario Kart 8 pra participar dos próximos “Evobilidades”.

    Eu tinha como escolhas “pré-definidas” para essa geração o combo “PC+WiiU+PS4” mas cada vez mais me sinto distante de adquirir o console da Sony. Não me empolguei nada com Uncharted 4, apesar dos belos gráficos e SFV vou aguardar para PC mesmo, ainda mais com a excelente notícia de haver um Multiplayer Cross Plataform.

    Achei a Playstation Experience um evento bem, bem fraco, talvez pelo monstro da expectativa.

    Bom, é isso aí galero, continuem com o bom trabalho.

  • Leandro Tavares

    Recentemente virei um fã da Telltale. Ouvi o cast de The wolf Among Us, me empolguei para jogar mas esperei os spoilers sumirem da minha mente para enfim terminar o jogo (também mandei um “glass him” pra cima do lenhador no bar). Agora comecei o The Walking Dead S01
    Não conheço nada de Games Of Thrones, não tive vontade de ler o livro ou ver a série. Mas acho que vou correr atrás para me preparar para o jogo. E bom saber que Tales From The Borderlands é legal, sou desses malucos que se interessaram pelo universo do game.

  • Marcos Reis

    Só me dei conta que o stream da Steam é por default ativo o tempo todo depois que ouvi o podcast. Sacanagem da Valve…

  • Gabriel Menezes de Medeiros
    • Dariek

      Bom, mas da pra melhorar, podia ser o Doge of war