É chegada a hora de mais um Vértice, mas não qualquer Vértice. Este marca o fim de uma fase e o começo de outra para o Jogabilidade.

Algumas coisas nunca mudam, no entanto, e além de discutirmos a cruzada de revisão histórica da Konami contra Kojima e o novo Deus Ex, comentamos tudo aquilo que jogamos desde o último episódio: André monta seu Chocobo ensanguentado em Final Fantasy Type-0 HD, Rick atinge índices aprovação pública inimagináveis construindo parquinhos em Cities: Skylines, Sushi tenta achar seu valor no mundo desperto de Bloodborne e Márcio reúne equipamentos e suprimentos para sua quest em Pillars of Eternity.

E essa não é a única quest na qual Márcio Barrios está embarcando. O Vértice #48 marca o fim de sua carreira como Jogabilideiro para comandar full-time as velas do seu novo projeto, o Super Amibos. Só temos boas memórias e excelentes conteúdos como resultado desse pouco mais de um ano de colaboração e torcemos para tê-lo como um convidado frequente por aqui. Que o futuro seja ainda mais incrível para você, meu caro!

Envie Sua Pergunta!

Tem alguma dúvida, questionamento ou tópico de discussão sobre games, a vida, o universo e métodos de ganhar dinheiro? Deixe-a nos comentários abaixo ou envie seu e-mail pelo formulário de contato ou para contato@jogabilida.de. Você pode também enviar sua pergunta pelo nosso Ask.fm!

Caixa Postal

Se você também acha que se comunicar somente através e-mails ou comentários conosco nos traz mais e mais próximos das máquinas que um dia nos dominarão, você pode também enviar suas cartinhas, desenhos, presentes e qualquer outra coisa (inofensiva e não explosiva) que quiser para:

Links:

  • victorbass

    Valeu Sushi! Infelizmente não estou conseguindo acompanhar ao vivo, só agora fiquei sabendo da saída do INCRÍVEL Márcio Barrios. 🙁

    Uma pena pro Jogabilidade, a química entre os integrantes estava excelente. Mas toda a sorte do mundo pro cara, com certeza acompanharei o trabalho no Super Amibos (excelente nome, btw).

  • Henrique Tavares

    Eu vou chorar :'(

  • Panda Pedinte

    Gostei do novo layout do site, parabéns ao André. Mas a despedida do Márcio me deixa muito triste (ಥ_ಥ)

  • Patrick Martins

    Vamos todos pra Paulista nos manifestar. “Fica Márcio”

  • Achei que nem ia mais sair o Jogabilidade. Mas pelos comentários já sei que o Márcio vai ir embora. D:

    • Sushi0

      Não é pra tanto, né? O Vértice atrasou, mas ainda tá rolando streamings e videos todos os dias no youtube.

      • Eu sei Sushi, mas eu não tenho como acompanhar as streamings e os vídeos, eu não paro em casa então preencho as idas e vindas de ônibus com podcasts.

  • Carlos Eduardo Galvani Nascime

    Coitado do Márcio, nem pro layout novo ele sobreviveu hahahahaha. Mas tá bem foda o site, parabéns André!

  • Shirokasi

    #MárcioIncrível

    A propósito…site tá bem bonito.

  • Anthony Santos

    Baixando.
    Márcio vai fazer falta mas sucesso sempre.

    O cabeçalho ficou lindo.

  • Victor H.

    Droga Márcio. T-T
    Pobre Três da Madrugada, o incrível podcast de um episódio.

  • Aperipe

    Vertice novo, pensei que o recesso bloodborndiano iria durar mais tempo

  • Marcelino Pinheiro

    Que pena a saída do Márcio… Parece que era o único que conseguia jogar em todos os consoles and master race…

    • Diego Andrade

      Master Wait, você quer dizer…

      • Marcelino Pinheiro

        Bem, é só ver quantos títulos, antes exclusivos de PC, estão saindo nos consoles…

  • Gabriel Valente

    O site ta meio zuado ainda, vc clica em um podcast e ele direciona pra outro completamente diferente. Passei por uns 10 episódios aleatórios (incluindo JACK, 3dM e Dash) até conseguir finalmente cair aqui. Mas o visual novo tá legal.

    • André Campos

      Nossa equipe de especialistas está investigando o ocorrido. Qual navegador e resolução você estava usando quando tava dando esse problema?

      • Gabriel Valente

        1366×768 no Chrome, mas parece que realmente parou de acontecer, a equipe de especialistas é INCRIVEL (/sdds Marcio)

      • LocoMilk

        Também aconteceu comigo, aqui to usando o firefox.

  • Patrick Ribeiro

    A primeira coisa que lembrei quando joguei Final Fantasy 0 foi o Yuyu Hakusho, haha. Valeu pela indicação do Kill Screen e do Escapist, não conhecia.
    Bloodborne mudou, mas não acho que tenha sido tudo, saca? Engraçado que embora eu ache-o diferente, ainda consigo enxergar a série Souls ali.

    Me senti um estranho no ninho no ínicio do jogo.Lembro que comentei com um amigo que joga fighting games, que “se Demon/Dark Souls era a Rose, Bloodborne é uma Ibuki, muito mais rushdown”. Só fui me adaptar mesmo depois de umas 4 horas de jogo. Concordo totalmente com vocês em relação ao loading. Além disso, poderiam fazer o esquema das bonfires do Dark Souls 2. Mas o que o Sushi falou do mundo aparecendo vazio, não aconteceu comigo.

    Sushi, em relação ao que você falou da acessibilidade, discordo com você em relação ao jogador novo. Ele pode começar com Bloodborne, que realmente é mais acessível, e se adaptar depois ao Dark Souls. Eu comparo muito com fighting game, especialmente por causa desse fator. Mas ao mesmo tempo sei que é mais difícil aprender a defender do que atacar, então nisso o Dark leva uma vantagem.
    Embora eu saiba que não supere Dark Souls, ainda acho Bloodborne melhor, especialmente pela ambientação. Aquilo ali é Lovecraft puro. Ansiosamente esperando o Dash!! #dashbloodborne

    Uma pena o Márcio sair e deixar órfãos do 3 da madrugada. 🙁

    Visual novo tá sóbrio e agradável. Abraços!!!

  • Atos Ferreira Machado

    Olha só esse layout bonito, parabéns aos envolvidos. Não escutei o vértice ainda, mas senti que houve um desequilíbrio na força, já que o Jogabilidade acaba de perder seu único caixista. Uma pena, mas boa sorte para o Márcio nessa nova empreitada.

  • Armoderic

    Não acredito que perdi esse vértice ao vivo (só vi o email de aviso tarde demais e estava jogando DW 8 Empires na hora).

    Bom, primeira coisa que precisa ser dita – o layout do site ficou muito bom, parabéns André!

    Tenho que dizer, foi por causa do stream do Rick que eu comprei o Cities Skylines. Estou achando ele muito bom, talvez não seja tão dificil em alguns aspectos como Sim City, mas ele tem um ritmo melhor (algo que me dei conta quando alguém no Idle Thumbles comentou como tudo era meio demorado no Sim City). Alias o Rick tinha falado sobre a experiência dele jogando com o chat e uma coisa que ainda estou descobrido é que dá para você renomear qualquer coisa no jogo, incluindo pessoas (preciso verificar isso) logo tecnicamente falando em um eventual segundo stream o Rick pode realmente colocar as pessoas do chat lá. Inclusive tem mods para facilitar o ato de rastrear várias pessoas e até um de visão em primeira pessoa e outro de “simulador do vôo”

    Se já não tivesse com Dragon Age Inquisition e alguns outros rpgs old school no backlog (Drakensang 1 e 2, Neverwinter Nights 2) já teria pego o Pillars of Eternity, mas por enquanto este vai aguardar. Curiosamente, tanto o Pillars of Eternity quanto Cities Skylines foram distribuidos pela Paradox.

    Bom, pena a saída, mas boa sorte para o Márcio nessa empreitada.

  • Lucas2099

    o_o

  • Like a stone[r]

    Que layout é esse gente? Muito bom mesmo!

  • Henrique Tavares

    Achei que se tocasse Boa Noite Vizinhança no final do cast ficaria perfeito, haha. Outra sugestão era alguma música do próprio Marcio 🙂

  • Alisson André

    Sinto que o nível de radiação do tênis verde vai se elevar.

  • Vitor

    Otimo cast. Sentirei saudades do Márcio #marcioincrivel

  • Heider Bmth

    Que droga vou sentir falta do Marcio no cast,mas talvez ele queira se focar 100% na sua carreira no MMA. #sortesempre

  • Vitor

    Alguém sabe qual a música com uma múlher no vocal que toca quando os dashers estão falando sobre o Kojima?

  • Alex Amaro

    É uma pena o Marcio sair, mas se for um convidado constante, ai ta tudo bem ^^

  • Great Grey Wolf Sif

    Já vai tarde. Cara chato da porra.

  • João Paulo Vilela

    Durante todos esses anos que acompanho o trabalho do Jogabilidade, ainda não consegui deduzir se é o André ou o Rick que faz o design do site, mas seja quem for, você está de parabéns, ficou lindíssimo.

    E é uma grande pena que o Márcio está dando essa afastada. Muita sorte rapaz, o podcast não será o mesmo sem sua presença… incrível!

    E de quebra, mais um ótimo cast. Um grande abraço a todos da equipe.

  • Schmidt

    Acredito que Uncharted tem um grande concorrente em Tomb Raider. TR 2103 foi melhor que Uncharted 3 e tem potencial para bater de frente com U 4 mas o vacilo é ser exclusivo. Poderia vender muito mais se logo de cara fosse multiplataforma.

    • SmokeE3 .

      verdade, o próprio Tomb raider vendeu mais no ps3 do que no xbox se não me engano. Mas na minha opinião o 3 não ficou tão bom quanto o 2 pq ele foi um pouco acelerado, a parte inicial e final foram mal planejadas. Por isso acho que o 4 será melhor, já que estão á um bom tempo desenvolvendo. Mas eu acho ainda mais difícil o no TR ser melhor que o de 2013.

      • Schmidt

        Realmente o Uncharted 3 foi mais ou menos…comparando com o 2, mas ainda é um ótimo jogo. Já esse novo tem uma grande responsabilidade mas como está a bastante tempo no forno tem tudo pra ser hit!!! Já TR corre o risco de ficar na sombra de gears e halo que são marcas exclusivas de sempre e ainda vai concorrer com o Uncharted 4…na minha opinião ser exclusivo agora não é vantagem, no caso de uma franquia que sempre foi multi a galera não vai comprar um Xone só por TR.

  • Bruno Oliveira

    Tal como o André para o Phoenix Wright eu tenho uma relação de amor e ódio com esse podcast fodamente.
    Ódio por vocês (sempre) demorarem pra postar coisa nova, amor por vocês serem fodas. Adorei a perspectiva que o Marcio realmente trouxe pra o site e que tudo dê certo pra ele daqui pra frente. Mas aos que ficaram, eu amo vocês também seus fofos. =’).

  • Gustavo Karsten

    Descobri que sou uma flor. Fiquei tristão quando o Marcio se despediu 🙁

  • Renato Arrieta

    Descobri o trabalho de vocês através do canal TGS Brasil, e fico muito feliz de saber que existem pessoas que amam e defendem este mercado com unhas e dentes. Sou gamer desde cedo e com muito sacrifício sempre procuro ter todos os consoles desde a 6° geração. Ser gamer no Brasil é complicado, por mais que os games custem um valor elevado, é o salário do do brasileiro que é muito baixo. A pirataria nos games praticamente não tem mais força, o que acaba nos obrigando a gastar rios de dinheiros naquilo que adoramos tanto que é jogar. Parabéns pelo trabalho, de verdade, é um trabalho contagiante e motivador. Sucesso ao Márcio no novo caminho e espero que ele consiga “restaurar” todos seus consoles roubados. Eu sei o suor que é para comprar todos. Grande abraço a todos.

    • Gustavo Karsten

      A TGS Brasil divulgou eles?
      Manda link pls

  • Schmidt

    Episodio anterior, Steam Machine: esses PC minúsculos já existem, os preços são os mesmos da Valve e os mesmo fabricantes porém rodam com Windows e qualquer um pode ligar na TV e botar no Big Picture…ou liga o PC desktop na televisão mesmo que da no mesmo.

  • Viktor Hidalgo Comitre

    so uma coisa, o site esta incrivel o melhor de todos os podcast que ja vi!

  • Diogo Macedo

    Layout responsivo e muito bem montado. Ficou incrível a navegação! 😀

  • Danilo

    Por quê a frequência de lançamento do Dash é tão pequena com relação a frequência do Vértice (e até do JACK)? Gosto do Vértice, mas ele é um tanto redundante. O formato do Dash era a proposta inicial desde o Now Loading, por quê perderam o interesse nele?

    • Sushi0

      Não perdemos o interesse e ele ainda é a menina de nossos olhos. O problema é que dá muito trabalho fazer um e o tempo escasso não ajuda nem um pouco para que saia com uma maior frequência.

  • Mikael De Freitas

    Ainda não ouvi o programa mas já deixo aqui a minha tristeza pela saída do Márcio e minha torcida para que dê tudo certo em seu novo projeto, já estou indo conferi-lo 🙂
    #marcioincrivel

  • Panda Pedinte

    Um dos jogos da Obsidian que foi cancelado pela publisher foi o Aliens:Crucible https://www.youtube.com/watch?v=BdVedBa0-mk. Outro projeto engavetado ainda na fase de conceito foi Blackspace, um RPG Sci-Fi, mas eles ainda não descartaram a possibilidade de fazer esse jogo.

    Se alguém estiver interessado em ler sobre a Obsidian, eu recomendo esse artigo do Kotaku http://kotaku.com/5968952/the-knights-of-new-vegas-how-obsidian-survived-countless-catastrophes-and-made-some-of-the-coolest-role-playing-games-ever mesmo sendo de 3 anos atrás ele dá um insight sobre o estúdio.

  • Blone

    Então Sushi0, também curto muito cyberpunk. Na verdade, curto muito ficção cientifica no geral, mas ultimamente ando lendo muito coisas cyberpunk e curtindo demais. Há uns tempos resolvi terminar de ler a trilogia do Spraw e não tenho palavras para descrever o quão fantástico achei essa série.  Acontece que há uns 15 anos eu li Neuromancer (pois é, sou velho), mas naquela época não tinha tradução dos outros livros e nem ebooks. Daí resolvi retomar agora e estou pilhado com o tema. Eu difiro um pouco de você, porque prefiro a discussão da inteligência artificial e a nossa relação com máquinas autônomas, do que a questão do uso próteses e as definições do que é o ser humano. Você tem algum livro preferido ou recomenda algum nesse gênero? Ou é mais fã dos games mesmo?
    Aproveitando, quando é que vão divulgar uma data para o Cyberpunk 2077, um trailerzinho de jogabilidade?!!!! Oh céus…

    • Sushi0

      Pior que eu nunca li nenhum livro sobre cyberpunk, mas já faz um tempo que tenho planos de ler a trilogia do Neuromancer. Eu também da discussão sobre inteligências artificiais e a discussão que elas geram, principalmente na mudança da definição de “vida”, e isso é um dos motivos que adoro o primeiro filme do Ghost in the Shell.

      Quando anunciaram o Cyberpunk 2077 eles disseram que era uma equipe bem pequena que estava trabalhando no jogo e só iriam começar a trabalhar de verdade nele quando o Witcher 3 sair, então acho que ano que vem já começamos a ter mais notícias sobre ele.

      Ah, sim, aceito recomendações de obras cyberpunks em qualquer mídia.

  • Silvio Domingues

    lembro de estar ouvindo esses dias atras o Dash do kojjima begins^^

  • Pedro

    Muito sucesso pro Marcio. Ouço a pouco tempo, acompanho os novos quando saem mas também vou ouvindo do mais novo para trás, já to no 34 ou coisa assim 🙂 Vocês todos fazem parte do meu transito hehe Novamente, vai com tudo Marcio e continuem com esse lindo podcast também jogabilideiros!

  • Guilherme Moraes

    Nãoooooooooooooooo! o Marcio era o melhor =[

  • André Bonifácio

    Caramba.. que droga… Eu estava ouvindo ao vivo mas saí antes do final. Que pena que o Márcio vai sair. 🙁 Gostava tanto dele. Dava uma variedade pro programa muito boa.
    E, de boa, quem vai fazer aqueles comentários hilários agora? Vou ter que riscar a palavra incrível do bingo? :((((
    Mas saiba que vou acompanhar ele no amibos também. Estamos juntos MÁRCIO!!!! S2

  • ednaldofilho

    Poxa o Márcio vai fazer falta para a equipe mas acho que são bem competentes para continuar. Aguardando ansioso o novo Deus Ex, vai ser foda…

  • leonnn1

    André isso não tem muito a ver com esse cast, mas caso você não conheça ou se já falaram por aqui me desculpe, as o Akira Yamaoka tem um jogo novo bem interessante, não sei qual foi a participação total dele no projeto, mas o jogo é excelente e me lembrou de uma forma estranha de Silent Hill, o nome desse jogo é Murasaky Baby(http://murasakigame.com/#wys-wrap) se tiver a oportunidade jogue-o, é realmente muito bom.

  • Pela descrição do Sushi sobre o Nichijou, me parece muito o formato e fórmula do Azumanga Daioh. Deve ser interessante, então 🙂