Anúncio de um novo Guitar Hero, trailer do Star Wars: Battlefront 3, Lego ganhando vida com Lego Dimensions: é uma ótima época para ser uma criança.

E claro, além das notócias, os pueris André, Rick e Sushi aproveitam para escrever com giz de cera na parede suas opiniões sobre Mortal Kombat X, Axiom Verge, Pokemon XPokemon Shuffle. Tudo isso enquanto assistem filmes de comédia na Sessão da Tarde e tomam um suco de laranja com cenoura.

Envie Sua Pergunta!

Tem alguma dúvida, questionamento ou tópico de discussão sobre games, a vida, o universo e métodos de ganhar dinheiro? Deixe-a nos comentários abaixo ou envie seu e-mail pelo formulário de contato ou para contato@jogabilida.de. Você pode também enviar sua pergunta pelo nosso Ask.fm!

Caixa Postal

Se você também acha que se comunicar somente através e-mails ou comentários conosco nos traz mais e mais próximos das máquinas que um dia nos dominarão, você pode também enviar suas cartinhas, desenhos, presentes e qualquer outra coisa (inofensiva e não explosiva) que quiser para:

Links:

  • Dudley_o_Boxista

    Não ouvi a edição ninja do Sushi ainda, mas preciso dizer que o layout do site tá INCRÍVEL, parabéns André.

  • Heider Bmth

    Somos todos crianças!!

  • Paolo Pestalozzi Cezar

    Comentando enquanto ouço o cast, então, perdõe os erros:
    Sobre as megaevoluções, sim os pokemons ficam muito mais fortes quando eles são megaevoluídos. Os base stats (valores básicos dos atributos de HP, Attack, etc.) aumentam muito quando há mega evolução.
    Exemplo:

    Venusaur ~ Mega Venusaur
    HP: 80 ~ 80
    Attack: 82 ~ 100
    Defense: 83 ~ 123
    Sp.Atk: 100 ~ 122
    Sp.Def: 100 ~ 120
    Speed: 80 ~ 80
    Total: 525 ~ 625

    Além do que os ouvintes comentaram sobre apenas 1 mega evolução por batalha, tem muitas estratégias que são usadas com itens. O Lum Berry cura qualquer status automaticamente como poison, sleep, etc. Uma estratégia comum é usá-lo com Rest, que cura toda a HP e deixa o pokemon em Sleep. O Lum Berry cura automaticamente. Se o Pokemon tem uma Megastone, ele não pode se utilizar dessa estratégia porque só pode segurar 1 item por pokemon.

    Qualquer coisa eu edito a resposta, abraços =)

    PS: O layout ficou FODA!

    • Pedro Guilherme

      Só complementar um pouco o seu comentário. A felicidade/amor dos pokémons proporcionados pelo Amie, é diferente da que tem uma mecânica funcional mais antiga da série, embora o Amie influencie nas batalhas in game com possibilidade maior de danos críticos e de evasões pelo Pokémon cujo amor esteja maximizado, a felicidade que faz o Pokémon evoluir é a mesma de sempre, aquela que o jogador cria por quantidade de passos que ele dá (a cada 100 passos, 1 ponto de felicidade) e por vitórias em batalhas, os pokémons que evoluem por felicidade evoluem por causa dessa mecânica mais antiga que ainda está implementada no jogo, com exceção do Sylveon, que tem como requisito o laço com o jogador para evoluir. Mas no mais, para quem não gosta muito do Amie, a boa e velha felicidade via porradaria ainda existe no jogo.

      Mas falando sobre Pokémon XY, queria fazer um desabafo: Até hoje, nenhum jogo da série me decepcionou mais do que as versões X e Y. A evolução gráfica foi legal, mas acho que gráfico não é tão importante assim para um jogo como Pokémon e o meu grande problema com essa versão é a falta de conteúdo do jogo em relação as outras versões, o post-game do jogo é praticamente nulo, exceto por uma breve quest, não existem Strong Trainers pelo mundo para serem enfrentados e não existem rematches, com exceção da luta com o respectivo rival na única cidade extra do jogo. Fora isso não existe nenhum lugar novo para explorar, isso por que esse ainda é o jogo de pokémon mais curto devido a sua baixa dificuldade.

      Dá para argumentar que existem as Battle Facilities que aumentam a logenvidade do jogo, mas elas são bem genéricas, e a Battle Maison não é nem de longe tão atraente quanto a Battle Frontier da terceira geração ou o Pokémon World Tournament (melhor coisa que a Game Freak já fez com Pokémon em todos os seus jogos) da quinta. Em resumo, em comparação com os outros jogos que sempre trouxeram mais conteúdo e mais logenvidade ao jogo, Pokémon XY foi um balde de água fria, a Game Freak decidiu dar menos conteúdo em vez de procurar ir além do que ela já tinha feito em jogos como Pokémon Platinum e Pokémon Black 2 e White 2 e isso foi uma grande decepção pra mim, felizmente, Pokémon ORAS resolveu essa problema, embora ainda tenha vacilado em não ter colocado a Battle Frontier. Queria ter de novo algo próximo a experiência que tive com Pokémon Black 2, em que formei um time lvl 100 sem precisar ficar fazendo grind, montei um time competitivo por que o jogo me incentivava a isso dentro de seus desafios e fiz mais 100 horas de jogo sem a pressão de completar a pokédex ou jogar competitivamente pela rede. tudo isso simplesmente pelo conteúdo do jogo em si.

      • Paolo Pestalozzi Cezar

        posso estar maluco, mas não ia colocar o battle frontier no oras como dlc depois?

        • Pedro Guilherme

          Não, a Game Freak nunca anunciou isso e o Masuda já disse em uma entrevista por que a Battle Frontier não foi implementada no jogo e também por que eles diminuíram ainda mais a dificuldade do jogo nessa geração. Em resumo, a Game Freak está tendo uma visão um pouco limitada das coisas que condiz mais com o público japonês, falando sobre como os jovens de hoje passam mais tempo se ocupando com os smartphones e outros meios de entretenimento do que com video-games por terem mais opções, então eles decidiram casualizar o jogo para tornar mais fácil para quem quisesse somente zerar ele e deixaram as coisas difíceis para o post-game… Exceto pelo fato de que eles não incluíram a Battle Frontier por que acham que somente um nicho vai aproveitar isso e que não valia o esforço pois não apela para o mercado de maneira geral. Uma preguiça do caramba que os caras tiveram de tentar fazer algo, tanto que colocaram uma única ilhazinha extra com a Battle Maison que é idêntica visualmente a do XY, exceto por uma ou outra opção nova que não são lá grandes adições.

          Tenho medo da direção para onde a Game Freak vai e sinto que cada vez menos inovação, conteúdo e criatividade vão fazer parte dos jogos de Pokémon, mas espero estar errado.

  • Guilherme Brito

    Acabei de ver que o youtube.com/jogabilidade não existe mais! Foram vocês? Se não foi, corram pra pegar!

  • Leandro Tavares

    Caras, esse guiterrero será demais.

  • João Paulo Vilela

    Editor, qual a música que encerra o cast?

    • Enki

      Ayreon – River of Time – Álbum: 01011001 (2008)

      • Sushi0

        Bom ver que tem fãs do ayreon por aqui. xD

  • paulokennedy

    (Aperte4Play) Pra quem baixa e tem taxas ruins de download aconselho a usar o Freedownload só assim consigo manter minha média baixando ep. daqui. Vou ouvir e volto pra comentar. André da uma opção viavel pra acompanharmos os streaming porque no twitch nunca da certo, ao menos no meu caso.

  • Que FODA que está o Jogabilidade, tá lindo de se ver ♥

    BTW, eu acho que nunca peguei o Hype de GH ou RB por conta que fui ter console meio tarde, e daí já tinha sido saturado e tals, mas eu tenho uma dúvida: o Guitar Hero Metallica do Wii funcionaria com os acessórios no Wii U? Se sim, acho vou dar uma arriscada, já que curto pacas a banda.

    ♥ Star Wars: Battlefront 3 parece que vai ficar BEM LOCO ™

    • André Campos

      Se tiver saido o Guitar Hero Metallica pro Wii ele funciona no Wii U com os instrumentos do Wii. Os controles de Wii U não funcionam no Wii, e também nem chegaram a sair instrumentos ou Guitar Hero/Rock Band pro Wii U.

  • Leandro Tavares

    Aproveitando a deixa após ouvir o programa todo, joguei o Lego Marvel Super Heroes após compra-lo numa promoção de 35 reais no PS4, sabem como é, poucos jogos até julho/agosto… e curti muito o que vi. As mecânicas se repetem, como blocos prateados que precisam ser explodidos para revelar segredos, mas tem muita ideia boa e adaptação dos personagens, colecionáveis aos montes e me rendeu uma platina bem prazerosa de alcançar.

  • Layout lindo pra caramba, mas eu tenho que abrir o site e ir tomar café pq demora pra carregar.

  • Henrique Tavares

    Reparem na última cena do trailer do Battlefront, com o Boba Fett sobrevoando o deserto. Lá no canto, um Star Destroyer caído no meio das dunas. Acho que é uma cena da tal batalha de Jaku. No mais, fiquei decepcionado mesmo com as notícias do battlefront por não ter batalhas espaciais. São as minhas partes preferidas dos filmes e dos jogos, o que me fez pegar o Battlefront II e gostar tanto dele. Além disso, o 2 tinha batalhas da trilogia nova também, que era bom pra variar, e tinha campanha mostrando o esquadrão 501 através das duas trilogias. Então, pensando bem, basicamente o 3 é apenas um retrocesso…

  • ednaldofilho

    Que Cast foda, me deu vontade de jogar, talvez eu pegue ainda hoje na Steam. O Banner tá foda, que arte muito loka, parabéns. Obrigado.

  • Anderson Paranhos

    Eu já tive um atrito sobre esse papo de campanha em jogos de tiro multiplayer com o Diego do Fênix Down. Na minha opinião as campanhas não são necessárias nesse tipo de jogo, o Diego citou que o Titanfall esvaziou por não ter campanha boa, o problema do Titanfall é precisar jogar uma campanha que é on-line pra desbloquear itens no multiplayer. Jogo esses jogos de tiro a muito tempo, muito mesmo, conheço muitos jogadores on-line e a grande maioria está cagando pra campanha, tirar ela do jogo é o que a grande maioria prefere, no caso do Battlefield 4 temos que terminar aquela campanha chata só pra desbloquear armas do multiplayer e isso é irritante.

  • Edimilson Prazeres

    Agora que eu vi o novo layout do site (sempre uso o feed do iTunes) e ficou muito foda!
    Parabéns o/

  • Patrick Ribeiro

    Bom cast. Me fez refletir sobre 2 jogos (Guitar Hero e Axiom Verge) e sinceramente não sei o que esperar de ambos. Um eu vejo como um recomeço de uma franquia batida, enquanto o outro só jogando (mÊs que vem) para tirar minhas próprias conclusões. Em relação ao Final Fantasy XV, no dia em que baixei esse cast, tava falando a mesma coisa que o Rick aqui no trabalho, mas em relação a super hérois de HQS , da mulher realmente não se importar em ver um super héroi musculoso e tal. Acho ridículo em pleno séc XXI essa coisa de objetificação feminina , sério mesmo. Eu nem sabia que tinha isso no FF XV, mas já me deixou desanimado, embora saiba que é algo que japoneses usam e muito, mas porra, nunca pensei que fosse ver isso pelas mãos da Square (mesmo que seja coisa do Nomura), que inclusive ganhou altos pontos em aceitar “Life is Strange” com uma protagonista feminina. Ultimamente o medo das empresas de perder dinheiro tá indo além dos limites. Será que não seria hora de dar um “break” nos custos milionários?

  • leualemax

    parabens pelo novo layout, ficou massa.

  • Thiago Nunes

    Este Vértice é patrocinado por NETFLIX (MARCA REGISTRADA)

  • leonnn1

    Acho engraçado reclamarem do guitar hero copiar o Rock Band sendo que, né, nem preciso terminar…