was successfully added to your cart.

Você que procura a iluminação ante as diversas mazelas da existência, que anseia por trilhar caminhos menos tortuosos em busca de uma presença confortável neste plano astral, que suplica por uma migalha de sabedoria no átimo mais importante de uma rotina desregrada… Você veio ao lugar certo.

No Linha Quente, este nosso novo canal de sapiência e muita streetwise (todos tiramos vinte no dado e somos os Lordes das Ruas), responderemos todas as suas questões sobre qualquer assunto.

É sério. Qualquer um.

Neste décimo primeiro episódio, oferecemos um pouco de nossa extrema erudição sobre assuntos que passam pela existência de seres sobrenaturais na Jogabilicasa, mudança de sexo cyberpunk, degustação de quitutes ao vivo e muito mais.

Abunde-se em um lugar confortável e esteja preparado(a) para expandir os horizontes de sua mente!

Tem alguma dúvida insaciável?

Basta clicar aqui e enviar sua pergunta.

Links:

Trilha do Podcast

  • “Tiger Balm” por Bob Bradley/Noel Dennis
  • “Early Summer” por Miami Nights 1984
  • “Last Embrace” por Makeup and Vanity Set
  • “Dust” por M.O.O.N.
  • “Elevator of Love” por Miami Nights 1984
  • “Turing Sequence” por Makeup and Vanity Set
  • “Plus Four” por M.O.O.N.
  • “On the Run” por Miami Nights 1984
  • “Memory Cycle” por Makeup and Vanity Set
  • “Delay” por M.O.O.N.
  • “Sunset Cruise” por Miami Nights 1984
  • “Senses Dynamics” por Makeup and Vanity Set

Blocos do Podcast

  • Pergunta 1: 2:18
  • Pergunta 2: 6:56
  • Pergunta 3: 19:00
  • Pergunta 4: 29:36
  • Pergunta 5: 33:42
  • Pergunta 6: 42:46
  • FHC

    Mas a pergunta sobre a arma de fogo não faz sentido, porque nós podemos ter armas de fogo, basta ter mais de 25 anos e ir na polícia federal e fazer o cadastro.

    • slashrick

      Tem vários testes e documentos que você precisa tirar… e requisitos de segurança que você precisa seguir. Vistorias e tal. Além do preço que não é baixo.

      • FHC

        Ahh, tem tudo isso sim, mas não é uma coisa impossível. Também acho que quanto mais rigoroso (não dizendo q aqui no Brasil seja) melhor, pois evitamos que pessoas instáveis comprem. E é claro, sempre existe o mercado negro.

        • slashrick

          Eu acho que tem que ser rigoroso mesmo! Não estou reclamando disso. Só que da preguiça de ter aqui no BR =P

          • FHC

            AHAHAHHA

  • Andrey Santiago

    O André é provavelmente um Naturalista (da corrente filosófica).
    Quanto ao queijo vs chocolate, todos sabemos que o prazer ao comer chocolate é muito maior ao de comer queijo, além de que é muito mais fácil se engasgar com queijo (causando um risco a vida da pessoa), logo concluindo que é chocolate é melhor que queijo haha.

    • Thiago Nunes

      Quero ver fazer lasanha e massas com chocolate!

      Sou da corrente que chocolate, por melhor que seja, é substituível (caramelo, doce de leite, frutas…). O queijo não tem substituto (ainda).

      • Sushi0

        Eu já discordo fortemente, eu não gosto de caramelo e nem doce de leite e não acho que alguma outra iguaria se iguale. Novamente, a falta e vontade que sinto com o chocolate eu não sinto com outro alimento.

  • caiquelouvison

    Chega de segregação entre um ou outro. Chocolate mais queijo é vida.

  • Patrick Mactavish

    “Às vezes acredito que há vida em outros planetas às vezes eu acredito que não. Em qualquer dos casos, a conclusão é assombrosa. “-Carl Sagan

    • Não era do Arthur C. Clarke?

      • Patrick Mactavish

        Sagan, Clarke e Richard dawkins tem citações semelhantes com esse mesmo sentido. Pelo que sei (posso estar enganado), a frase repercutiu após a série cosmos. Mas pode ser originalmente do Clarke e creditada ao Sagan não tenho todas as respostas.

      • Raoni Leal

        Conheço como do Sagan também.

  • ednaldofilho

    Adoro o linha quente, cada pergunta…. E cada resposta… Continuem por favor, muito top.

  • Sonâmbulo

    Postando anônimo pra não expor ninguém.

    Eu também sou sonâmbulo, mas de um tipo muito estranho. Eu começo a fazer sexo enquanto estou dormindo. Explicando: algumas vezes, sem motivo aparente, me acordo interagindo sexualmente com a mulher ao lado. Até hoje só aconteceu com as esposas, então não sei dizer se aconteceria se eu dormisse com uma amiga ou amigo sem interesse sexual.

    Funciona mais ou menos assim, já percebi que é um pouco depois que pego no sono e, quando desperto estou masturbando, ou em cima da menina beijando, ou me esfregando e, inclusive, já acordei no meio da penetração. A minha esposa atual já conhece a situação e me pergunta se estou acordado ou não. Algumas outras vezes acontece de eu “atacá-la” sem nem me lembrar no outro dia.

    Alguém mais já passou por isso ou conheceu alguém parecido?

  • Killerjabuti Gilson

    Sobre o sobrenatural. A coisa mais bizarra que aconteceu comigo foi estar deitado na minha cama quando eu era solteiro. Eu dormia voltado para a parede que a cama estava encostada. E antes de pegar no sono eu senti alguém sentando na beirada da cama, perto dos meus pés. O colchão deu aquela abaixada nessa região. Eu claramente não quis virar para ver o que era, então eu mexi o meu pé para ver se batia em alguém e o meu pé simplesmente passou no vazio. Eu cobri o rosto com o lençol e fui dormir. Sem a menor vontade de olhar para o que estava ali. Nunca mais dormi sem cobrir o rosto com o lençol.

    • Como vocês passam por coisas assim e continuam vivendo numa boa?

      • Killerjabuti Gilson

        Quem disse que eu me recuperei? XD
        Tenho mó medo de ficar olhando para o quarto vazio a noite. E não durmo sem podcast. XD

    • Henrique Tavares

      Vixe, se eu não tenho coragem pra ver o que é a coisa, quem dirá tocar meu pé. Eu ia me encolher no lugar mais distante possível de onde o colchão afundou!

  • Crow

    Qual era o canal de combates medievais Sushi ?

  • André Luz

    Rick se não me engano, o marine norte americano vai com 40kg de equipamento para o combate hj em dia hehe. Então você não precisa ser gigante para aguentar muito peso haha.

  • Thiago Nunes

    No mundo cyberpunk eu teria medo de ser early adopter e pegar uma parte mecânica qualquer, que depois iam com certeza lançar uma versão melhor e mais barata.

  • AnaniasJr

    Sobre o sonambulismo do André, lembrem-se que vocês agora moram no 14º andar e o apartamento de vocês tem uma bela sacada

    • Sushi0

      Toda cercado por vidro e uma rede de proteção, pra ele se jogar vai ter que se esforçar muito. hahaha

    • André Campos

      Felizmente tem uma senhora redinha de segurança também.

  • Bruno Araujo

    Mano, o mundo precisa de mais podcast’s como o Linha Quente…

  • Giovanni Romanelli

    qual o nome do canal que o sushi viu sobre armas antigas?

  • Anderson

    A ultima pergunta me lembrou disso
    http://www.youtube.com/watch?v=pSawGT5bgdM&t=1m53s

    [i]It’s just a dream…[/i]

    • Like a stone[r]

      We’ll bang ok?

  • Nesse linha quente você falaram da eficácia das armaduras antigas, por coincidência eu estou assistindo a um anime chamado GATE, onde o exército japonês atual enfrenta um exército de fantasia medieval. O de fantasia medieval de um mundo paralelo ataca o nosso, e no contra-ataque, é dizimo pelos soldados japoneses. E o anime segue nessa varias vezes, não somente mostrando a diferença bélica, como também a diferença cultural.

  • Luiz Filipe Cremonezi Valle

    Adoro o Linha Quente, mas utilizo uma facilidade do meu plano de celular que não desconta o uso do Deezer da minha franquia de dados. Acontece uma demora pra chegar ao serviço mesmo ou não vai ser lançado por lá mais?

  • Danilo

    Onde estão os dados que dizem que a facilidade do porto de arma tem alguma relação com a taxa de homicídio?

  • Armoderic

    Sobre peso de armas e armaduras, então de fato por um longo período sim houve um certo “mito” que armaduras seriam super-pesadas, parte por uma historiografia antiga equivocada reforçada por exageros (tipo, a muito atrás houve um antigo filme, Chimes of Midnight*, que era uma adaptação de uma obra de Shakespear, que mostrava cavaleiros sendo erguidos por guindastes para o seus cavalos). O que não que dizer que elas fossem leves ou práticas, visto que a maioria delas era sempre usada por força montadas. Fato é que esse objetos (armas e armaduras) eram produzidos por artesões e a qualidade (e peso) podia variar muito de acordo com a região, período, economia, habilidade/tecnica individual, tempo disponível, ect… logo ao contrário do que a gente pode imaginar (quando a gente vê um objeto e acha que todos são iguais) uma espada poderia variar muito de qualidade, peso, comprimento, fio. Sobre peso, ás vezes a coisa não é tanto o peso total, mas sim como ele é distribuído (ainda que usar algo mesmo de um kilo por longos períodos é extremamente cansativo, principalmente em situações de stress e tensão. Lembrando que muitas vezes as pessoas envolvidas em conflitos não tinha necessariamente treinamento, elas estava lá por obrigação ou devido a nascimento).

    Na questão do declínio do uso de armaduras, não só como o Sushi comentou teve a questão do desenvolvimento das armas, o que não só incluia rapieras, mas também uma série de mudanças que estava ocorrendo: desenvolvimento de novas das armas de fogo e de haste (que eventualmente levaria aquilo posteriormente se chamaria de Pike and Shot, com exércitos formados por blocos de piqueiros apoiados por armas de fogo e cavalaria), mudanças na tática e estratégia (por exemplo, ênfase em mobilidade para poder melhor explorar oportunidades), fizeram que aos poucos armaduras fossem sendo abandonadas, normalmente primeiro as pernas e braços, até restava no máximo a couraça e talvez um elmo (que não era do tipo fechado). Ainda sim, nesse período se usou muito armadura pesada completa, mas normalmente apenas por cavalaria (que nesse período já não era a cavalaria com uma instituição) e havia umas coisas bem curiosas, como os Cuirassiers, que eram um tipo de cavalaria pesada armada com armas de fogo, tipo pistolas ou algum tipo de arcabuz, enquanto usavam armaduras semi completas (e posteriormente as versões reduzidas)

    Uma curiosidade, evolução de armas, armaduras ect… não é uma coisa uniforme, tipo mudar de época no Age of Empires, mas algo que poderia ser demorado ou rápido em diferente regiões, por exemplo a durante a invasão francesa da Itália na renascença, houve um choque brutal inicial entre os francesas com um exército moderno para o período (composto de muito gendarmes, piqueiros suíços e muito artilharia) enquanto que as cidade estado da Itália, lutava uma forma de guerra quase ritualizada que era monopolizada pelos Condottiere (companhias de mercenários locais), que lutavam de uma forma antiquada e inadequada.

    Para quem tem interesse nesse tipo de discussão, que normalmente é que se refere por historiografia militar, eu recomendo seguir o perfil do Medievalists no twitter, eles compartilham muita artigos acadêmicos sobre o período.

  • Vinicius Bech

    Quando meu tios ainda moravam com a minha Vó, eles dormiam no mesmo quarto, e sentavam na cama e ficam conversando, dormindo.

  • Henrique Tavares

    Ótimas histórias de terror, dignas de participar de um Aconteceu Comigo lá do Mundo Freak Confidencial!

  • Também não entendo quem não gosta de queijo, mas minha namorada não gosta, porem gosta de pizza. WTF?!