Linha Quente #31: O Mistério do Prato Fundo

2016-11-15T14:49:50+00:00 15 de novembro de 2016|Linha Quente|24 Comentários

[vc_row type=”in_container” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left”][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”3/4″][vc_column_text]Você que procura a iluminação ante as diversas mazelas da existência, que anseia por trilhar caminhos menos tortuosos em busca de uma presença confortável neste plano astral, que suplica por uma migalha de sabedoria no átimo mais importante de uma rotina desregrada… Você veio ao lugar certo.

No Linha Quente, este nosso novo canal de sapiência e muita streetwise (todos tiramos vinte no dado e somos os Lordes das Ruas), responderemos todas as suas questões sobre qualquer assunto.

É sério. Qualquer um.

Neste trigésimo primeiro episódio, oferecemos um pouco de nossa extrema erudição sobre assuntos que passam por enriquecer com teletransporte, um novo ano de 1998, sábios dentro do elevador e o desaparecimento de pratos na Jogabilicasa.

Abunde-se em um lugar confortável e esteja preparado(a) para expandir os horizontes de sua mente!

Tem alguma dúvida insaciável?

Basta clicar aqui e enviar sua pergunta.

Links:

[/vc_column_text][/vc_column][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/4″][vc_column_text][fap_track url=”http://media.blubrry.com/bilid/content.blubrry.com/bilid/linha-quente-31.mp3″ title=”Linha Quente #31:” share_link=”http://jogabilida.de/2016/11/linha-quente-31/” cover=”http://jogabilida.de/wp-content/uploads/2015/11/lqcapa.jpg” meta=”O Mistério do Prato Fundo” layout=”grid” enqueue=”yes” auto_enqueue=”yes”][/vc_column_text][vc_raw_html css=”.vc_custom_1449180476769{margin-top: 30px !important;}”]JTNDZGl2JTIwaWQlM0QlMjJmZWVkLWJ1dCUyMiUyMHN0eWxlJTNEJTIydGV4dC1hbGlnbiUzQSUyMGNlbnRlciUzQiUyMiUzRSUzQ2ElMjBzdHlsZSUzRCUyMmRpc3BsYXklM0ElMjBibG9jayUzQiUyMGNvbG9yJTNBJTIwJTIzZmZmJTNCJTIyJTIwaHJlZiUzRCUyMmh0dHAlM0ElMkYlMkZuYW9nYW1lcy5qb2dhYmlsaWRhLmRlJTJGJTIyJTIwdGFyZ2V0JTNEJTIyX2JsYW5rJTIyJTNFJTNDaSUyMGNsYXNzJTNEJTIyZmElMjBmYS1yc3MlMjBmYS0zeCUyMiUyMHN0eWxlJTNEJTIyZGlzcGxheSUzQSUyMGlubGluZS1ibG9jayUzQiUyMG1hcmdpbiUzQSUyMDAlMjAxMHB4JTNCJTIyJTNFJTNDJTJGaSUzRSUyMCUzQ3AlM0VGZWVkJTIwUlNTJTNDJTJGcCUzRSUzQyUyRmElM0UlM0MlMkZkaXYlM0UlMEElM0NkaXYlMjBpZCUzRCUyMml0dW5lcy1idXQlMjIlMjBzdHlsZSUzRCUyMnRleHQtYWxpZ24lM0ElMjBjZW50ZXIlM0IlMjIlM0UlM0NhJTIwc3R5bGUlM0QlMjJkaXNwbGF5JTNBJTIwYmxvY2slM0IlMjBjb2xvciUzQSUyMCUyM2ZmZiUzQiUyMiUyMGhyZWYlM0QlMjJodHRwJTNBJTJGJTJGaXR1bmVzMi5qb2dhYmlsaWRhLmRlJTJGJTIyJTIwdGFyZ2V0JTNEJTIyX2JsYW5rJTIyJTNFJTNDaSUyMGNsYXNzJTNEJTIyZmElMjBmYS1tdXNpYyUyMGZhLTN4JTIyJTIwc3R5bGUlM0QlMjJkaXNwbGF5JTNBJTIwaW5saW5lLWJsb2NrJTNCJTIwbWFyZ2luJTNBJTIwMCUyMDEwcHglM0IlMjBjb2xvciUzQSUyMCUyM2ZmZiUzQiUyMiUzRSUzQyUyRmklM0UlMjAlM0NwJTNFSXR1bmVzJTNDJTJGcCUzRSUzQyUyRmElM0UlM0MlMkZkaXYlM0U=[/vc_raw_html][vc_raw_html css=”.vc_custom_1448870206131{margin-top: -25px !important;}”]JTNDYSUyMGhyZWYlM0QlMjJodHRwJTNBJTJGJTJGeW91dHViZS5jb20lMkZqb2dhYmlsaWRhZGUlMjIlMjB0YXJnZXQlM0QlMjJfYmxhbmslMjIlM0UlM0NpJTIwY2xhc3MlM0QlMjJ5b3V0dWJlLWJ1dCUyMGZhLXlvdXR1YmUtcGxheSUyMGZhLTJ4JTIyJTNFJTNDJTJGaSUzRSUzQyUyRmElM0UlM0NhJTIwaHJlZiUzRCUyMmh0dHAlM0ElMkYlMkZmYWNlYm9vay5jb20lMkZqb2dhYmlsaWRhZGUlMjIlMjB0YXJnZXQlM0QlMjJfYmxhbmslMjIlM0UlM0NpJTIwY2xhc3MlM0QlMjJmYWNlLWJ1dCUyMGZhLWZhY2Vib29rJTIwZmEtMnglMjIlM0UlM0MlMkZpJTNFJTNDJTJGYSUzRSUzQ2ElMjBocmVmJTNEJTIyaHR0cCUzQSUyRiUyRnR3aXR0ZXIuY29tJTJGam9nYWJpbGlkYWRlJTIyJTIwdGFyZ2V0JTNEJTIyX2JsYW5rJTIyJTNFJTNDaSUyMGNsYXNzJTNEJTIydHdpdC1idXQlMjBmYS10d2l0dGVyJTIwZmEtMnglMjIlM0UlM0MlMkZpJTNFJTNDJTJGYSUzRQ==[/vc_raw_html][divider line_type=”Full Width Line” custom_height=”20″][toggles][toggle color=”Extra-Color-1″ title=”Trilha do Podcast”][vc_column_text]

  • “Tiger Balm” por Bob Bradley/Noel Dennis
  • “Early Summer” por Miami Nights 1984
  • “Last Embrace” por Makeup and Vanity Set
  • “Dust” por M.O.O.N.
  • “Elevator of Love” por Miami Nights 1984
  • “Turing Sequence” por Makeup and Vanity Set
  • “Plus Four” por M.O.O.N.
  • “On the Run” por Miami Nights 1984
  • “Memory Cycle” por Makeup and Vanity Set
  • “Delay” por M.O.O.N.
  • “Sunset Cruise” por Miami Nights 1984
  • “Senses Dynamics” por Makeup and Vanity Set

[/vc_column_text][/toggle][toggle color=”Extra-Color-1″ title=”Blocos do Podcast”][vc_column_text]

  • Pergunta 1 – 2:37
  • Pergunta 2 – 12:39
  • Pergunta 3 – 24:04
  • Pergunta 4 – 34:16
  • Pergunta 5 – 44:52
  • Pergunta 6 – 49:38

[/vc_column_text][/toggle][/toggles][/vc_column][/vc_row]

  • Kandongas

    Trago uma reflexão sobre o teletransporte e você nascer e morrer no uso. Olhando pelo aspecto físico, você esta “teletransportando” a todo momento, inclusive neste. O que seria o teletransporte: quando você anda, você anda gastando um tempo, o que significa que o seu vetor coordenada (sua localização) depende do tempo, mesmo que você esteja parado, o que seria apenas não mudar a coordenada nesse momento (na verdade até isso ocorre, pois a terra esta girando em torno de seu eixo e do sol, o sol pela galaxia, etc.). O teletransporte nada mais é do que você ao invés de ao andar percorrer de (x,y,z) para (x+1,y,z), para (x+n,y+m,z+l), ou seja, ao continuar vivo no tempo, você esta mudando o tempo todo, inclusive de lugar. Isso pelo aspecto de teletransporte por percorrer um eixo de coordenadas, como num buraco de minhoca. Se for pela destruição do corpo numa posição, conservação dessa energia (é muita) e transporte da energia pro local correto e então reconstituição, mesmo que haja uma crença em algo como a alma, não vejo porque mudaria, digo isso pois se o corpo sera reconstituído igualmente, e logo, a alma também. Digo isso partindo do principio que ao andar naturalmente a alma esta de alguma forma ligada ao corpo (se fosse estática perderíamos o contato com ela logo ao adquirimos), e se ela esta ligada ao corpo, significa que algo do corpo faz essa ligação, logo, ao reconstituirmos o corpo a ligação também seria reconstituída. Além disso, partindo do princípio que existe a alma (não sou um alma believer), se tudo do nosso corpo (átomos e suas configurações, energias, ligações, momentos) é teletransportado e “refeito” perfeitamente (se não da merda e o poder seria de um uso apenas, depois falecemos), porque a alma não seria?

    • Lucas Santana

      Porque a alma/coração não é algo físico que você pode dividir, hipoteticamente.

  • Manteiga No Biscoito

    Vai ser interessante ouvir o João falando suas barbaridades por aqui.

  • Raryson Pereira Rost

    Segundo First

  • Crow

    Sempre sonhei com esse crossover do Jogabilidade com o João, agora meus sonhos molhados estão realizados.

  • Luã Silveira

    A última pergunta foi enviada diretamente do quartinho secreto da Jogabilicasa. Alguém está sondando para ver se seria aceito pelo grupo.

    • Elber M. Rock

      pensei exatamente a mesma coisa hahaha

  • Gabriel PS

    “O Mistério do Prato Fundo” é muito nome de livro da coleção Vaga-lume

  • FoodPoisoning

    “Estrela Cadente 1” Seria um ótimo título de episódio.

    • Ele foi considerado, junto com:

      Mãe, que horas são?
      0 de libido, 100 de porradaria
      Vanquish 2 GOTY 2017

  • Vinicius Duarte
  • Caio Cacholas

    Opa só pra ajudar, o jogo seguinte ao Chrono Cross seria o “Chrono Break” e sim, o Cross é foda também. Quem não jogou jogue, pelo amor de Odin

    • Sushi0

      Isso! Esse mesmo que estava tentando lembrar e não estava conseguindo! uahuaha

  • O problema do André escolher saber tudo sobre luta é que mesmo sabendo tudo, mesmo podendo ser o maior porradeiro, na teoria, do mundo, o problema é que a mente pode saber tudo, mas o corpo não. Você teria que treinar seu corpo até que ele alcançasse o mesmo nível da sua mente.

    Então até esse nível ser alcançado você apanharia.

    • Thiago Nunes

      Pois é, eu ia comentar que não adianta nada saber tudo sobre luta sem o condicionamento físico necessário.

  • Wilkson Luiz Silva

    Vocês tem que conhecer ” mr pickles ”

  • Verônicaㅤ ‏

    Sobre a pergunta do cômodo secreto eu ia achar muito fascinante que nem o Sushi (apesar de ficar assustada ainda mais sendo guria), mas eu entendo esse sentimento dele haha

    PS: To desistindo de ouvir Linha Quente em local público porque não me aguento e começo a rir sozinha, obrigada <3

  • Kadu

    Sobre a pergunta de escolher dois assuntos, aqui vai os meus:
    Mulher e Programação, eu acho q entendo sobre um deles e o outro eu comecei a aprender.

  • Guilherme Xyghërw

    Os talheres podem estar nos fundos do armário: retirem todas as gavetas que vcs poderão achar.

    • Sushi0

      Já fiz isso! uauahuah

  • Felippe Malagueta

    Eu moro em Porto Velho – RO
    Pagava o triplo pra chegar em 1 dia!
    kkkkkkkkkkkkkkkk

  • Calyane Collet

    Rock Band versão hamilton ia ser o demônio pra zerar cara, eu me enrolo tudo na pronuncia mesmo tendo decorado as palavras D: depois do primeiro tropeço só rola montanha abaixo então sim, ia ser impossibru ahdiahdiuas

  • inominavel

    Meu comentário não vai acrescentar em nada, é só pra dizer que curti muito o episódio !

  • Andrewmat

    Se vocês conseguirem se teletransportar, avisa o iFood que eles pagariam uma nota ferrenha pra entregar em 15 minutos.

X