Vértice #103 (N): Especial E3 2017

2017-06-15T08:03:42+00:00 15 de junho de 2017|Vértice|22 Comentários

[vc_row type=”in_container” scene_position=”center” text_color=”dark” text_align=”left”][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”3/4″][vc_column_text]Encerra-se em Los Angeles a exposição anual de entretenimento eletrônico e, após acompanhar as conferências e seus anúncios, pontuamos por aqui também nossa cobertura dela.

Nesse Vértice especial, André, Sushi e Corraini discutem o quase previsível evento da EA, a densa conferência da Microsoft e o anúncio do Xbox One X, a lisérgica apresentação da Bethesda, a fofa conferência da Ubisoft, as decepções da Sony e as surpresas da Nintendo.

E nos vemos na semana que vem para o episódio de joguinhos!

Tem alguma dúvida, questionamento ou tópico de discussão sobre games, a vida, o universo e métodos de ganhar dinheiro? Deixe-a nos comentários abaixo ou envie seu e-mail pelo formulário de contato ou para contato@jogabilida.de.

Links:

[/vc_column_text][/vc_column][vc_column column_padding=”no-extra-padding” column_padding_position=”all” background_color_opacity=”1″ background_hover_color_opacity=”1″ width=”1/4″][vc_column_text][fap_track url=”http://media.blubrry.com/bilid/content.blubrry.com/bilid/vertice_ep103.mp3″ title=”Vértice #103:” share_link=”http://jogabilida.de/2017/06/vertice-103/” cover=”http://jogabilida.de/wp-content/uploads/2015/11/photo_2015-11-12_15-56-43.jpg” meta=”Especial E3 2017″ layout=”grid” enqueue=”yes” auto_enqueue=”yes”][/vc_column_text][vc_raw_html css=”.vc_custom_1448870167039{margin-top: 30px !important;}”]JTNDZGl2JTIwaWQlM0QlMjJmZWVkLWJ1dCUyMiUyMHN0eWxlJTNEJTIydGV4dC1hbGlnbiUzQSUyMGNlbnRlciUzQiUyMiUzRSUzQ2ElMjBzdHlsZSUzRCUyMmRpc3BsYXklM0ElMjBibG9jayUzQiUyMGNvbG9yJTNBJTIwJTIzZmZmJTNCJTIyJTIwaHJlZiUzRCUyMmh0dHAlM0ElMkYlMkZnYW1lcy5qb2dhYmlsaWRhLmRlJTJGJTIyJTIwdGFyZ2V0JTNEJTIyX2JsYW5rJTIyJTNFJTNDaSUyMGNsYXNzJTNEJTIyZmElMjBmYS1yc3MlMjBmYS0zeCUyMiUyMHN0eWxlJTNEJTIyZGlzcGxheSUzQSUyMGlubGluZS1ibG9jayUzQiUyMG1hcmdpbiUzQSUyMDAlMjAxMHB4JTNCJTIyJTNFJTNDJTJGaSUzRSUyMCUzQ3AlM0VGZWVkJTIwUlNTJTNDJTJGcCUzRSUzQyUyRmElM0UlM0MlMkZkaXYlM0UlMEElM0NkaXYlMjBpZCUzRCUyMml0dW5lcy1idXQlMjIlMjBzdHlsZSUzRCUyMnRleHQtYWxpZ24lM0ElMjBjZW50ZXIlM0IlMjIlM0UlM0NhJTIwc3R5bGUlM0QlMjJkaXNwbGF5JTNBJTIwYmxvY2slM0IlMjBjb2xvciUzQSUyMCUyM2ZmZiUzQiUyMiUyMGhyZWYlM0QlMjJodHRwJTNBJTJGJTJGaXR1bmVzMi5qb2dhYmlsaWRhLmRlJTJGJTIyJTIwdGFyZ2V0JTNEJTIyX2JsYW5rJTIyJTNFJTNDaSUyMGNsYXNzJTNEJTIyZmElMjBmYS1tdXNpYyUyMGZhLTN4JTIyJTIwc3R5bGUlM0QlMjJkaXNwbGF5JTNBJTIwaW5saW5lLWJsb2NrJTNCJTIwbWFyZ2luJTNBJTIwMCUyMDEwcHglM0IlMjBjb2xvciUzQSUyMCUyM2ZmZiUzQiUyMiUzRSUzQyUyRmklM0UlMjAlM0NwJTNFSXR1bmVzJTNDJTJGcCUzRSUzQyUyRmElM0UlM0MlMkZkaXYlM0U=[/vc_raw_html][vc_raw_html css=”.vc_custom_1448870206131{margin-top: -25px !important;}”]JTNDYSUyMGhyZWYlM0QlMjJodHRwJTNBJTJGJTJGeW91dHViZS5jb20lMkZqb2dhYmlsaWRhZGUlMjIlMjB0YXJnZXQlM0QlMjJfYmxhbmslMjIlM0UlM0NpJTIwY2xhc3MlM0QlMjJ5b3V0dWJlLWJ1dCUyMGZhLXlvdXR1YmUtcGxheSUyMGZhLTJ4JTIyJTNFJTNDJTJGaSUzRSUzQyUyRmElM0UlM0NhJTIwaHJlZiUzRCUyMmh0dHAlM0ElMkYlMkZmYWNlYm9vay5jb20lMkZqb2dhYmlsaWRhZGUlMjIlMjB0YXJnZXQlM0QlMjJfYmxhbmslMjIlM0UlM0NpJTIwY2xhc3MlM0QlMjJmYWNlLWJ1dCUyMGZhLWZhY2Vib29rJTIwZmEtMnglMjIlM0UlM0MlMkZpJTNFJTNDJTJGYSUzRSUzQ2ElMjBocmVmJTNEJTIyaHR0cCUzQSUyRiUyRnR3aXR0ZXIuY29tJTJGam9nYWJpbGlkYWRlJTIyJTIwdGFyZ2V0JTNEJTIyX2JsYW5rJTIyJTNFJTNDaSUyMGNsYXNzJTNEJTIydHdpdC1idXQlMjBmYS10d2l0dGVyJTIwZmEtMnglMjIlM0UlM0MlMkZpJTNFJTNDJTJGYSUzRQ==[/vc_raw_html][divider line_type=”Full Width Line” custom_height=”20″][toggles][toggle color=”Extra-Color-1″ title=”Trilha do Podcast”][vc_column_text]

  • “Late Nite Funk Squad”, por David Tobin, Jeff Meegan e Malcolm Edmonstone
  • “Bear Song”, por Key Wilde

[/vc_column_text][/toggle][toggle color=”Extra-Color-1″ title=”Blocos do Podcast”][vc_column_text]

  • 00:04:50: E3 2017 e Devolver
  • 00:14:01: Conferência da EA
  • 00:34:17: Conferência da Microsoft
  • 01:23:00: Conferência da Bethesda
  • 01:39:37: Conferência da Ubisoft
  • 01:54:34: Conferência da Sony
  • 02:18:22: Conferência da Nintendo

[/vc_column_text][/toggle][/toggles][/vc_column][/vc_row]

  • Snake

    nossa, mas já?!

  • Matheus Rodrigues Martins

    Que isso, que rapidez.

  • Crow
  • LcY

    Eu não sei de quem foi a ideia mas por favor dêem um beijo na cabeça de quem escolheu aquela música de encerramento

  • Esquerdopata

    mas que maravilha!

  • SmokeE3 .

    Eu vou parecer sonysta falando isso, mas acho meio complicado ver o que está acontecendo e todo mundo crucificando a Sony.
    Tipo Sony sendo super criticada por não ter retrocompatibilidade com PS3. Ela nunca prometeu isso, e agora ela está sendo “a arrogante” por não ter. (PS: a retro do Xbox original será apenas pra alguns jogos, por mais que aceite DVDs.)
    Sendo criticada por não ter cross-play de console com Minecraft, sendo que foi dito que pra você que está no switch, pra jogar o cross-play, você vai ter que colocar sua conta da Xbox Live, e a Microsoft dizendo que não existe nenhum risco nisso (já vimos q isso é mentira em 2010, algum risco há).
    O Pro tem sido dito que é um fracasso e erro. Mas a Microsoft dizendo que todo outro console ao lado do Xbox One X é uma bosta, com propagandas dizendo q comparar com outros consoles é “almost Unfair”, ou seja, não tá chamando só o PS4 de bosta, mas a própria base instalada do Xbox. E outra, Phil Spencer dizendo “Todos os jogos do Xbox One vão ser retrocompatíveis com o Xbox One X” pra mim ele está atestando que isso já é uma nova geração. E no fim, isso está sendo super elogiado.
    Entre 2013-2016, o que a Sony removeu pra ser considerada babaca? Acho que nada, só acrescentaram várias coisas. E o principal ponto: tem mostrado que é a empresa que mais investe em jogos. Ao mesmo tempo é bom ver a Microsoft mudando o que parecia em 2013, é muito bom ver ela crescer e se destacar, dar motivos extras pra ser uma boa plataforma, mas se uma empresa está crescendo e adicionando características, a outra automaticamente vira babaca por não imitar?

    • André Campos

      Pelo menos na parte da retrocompatibilidade acho que os comentários sobre ser babaca vem da forma como eles tem falado sobre isso recentemente, tipo: http://time.com/4804768/playstation-4-ps4-pro-psvr-sales/

    • Tony Horo

      “Imitar” não seria o caso, já que retrocompatibilidade é algo que tá aí faz tempo e foi a Sony mesmo que começou lá no PS2. É uma necessidade do público, e a própria aceitação do público com o modo que a MIcrosoft trata isso mostra que valheria a pena.

  • SmokeE3 .

    Sobre a qualidade das últimas conferências. Também concordo que esse ano pode ter sido o mais fraco da geração (apenas em apresentação, jogos em 2017 se fechasse hoje ta tava ótimo).
    Acho que as empresas deveriam seguir um modelo mais parecido com o da Microsoft do ano passado (2016), onde ela mostrava o jogo, chamava o pessoal no palco pra jogar ao vivo e ao mesmo tempo falava de características do jogo. A Sony ano passado ter focado só nos jogos tinha sido legal, mas esse ano já mostra que nem sempre funciona, já que muitos sentiram a falta de alguém falando sobre indies (sendo que isso eles mostraram na pré conferência).
    Tenho apenas o PS4 e One, então nem consigo dizer se a apresentação da Nintendo foi boa. Sabendo disso, depois de ter assistido a conf. da Sony havia ficado MUITO decepcionado, especialmente por ñ ter nenhum anúncio de jogos novos, se a apresentação tivesse indo bem, acho q até o remake de SotC teria empolgado (e deveria SIM ter remake, o remaster é feio e a mecânica de gameplay horrível). Mas depois que a raiva passou, passei á ver a apresentação de outro ponto de vista: Essa conf. não ter anúnicios é algo positivo pra Sony, já que ela já tem God of War, Uncharted, Knack, Detroit, Dreams, Gran Turismo, Spider man e Days Gone anunciado (fora FF7 e Shenmue 3), e isso é MUITO jogo pra uma empresa só. Alguns desses teriam ainda menos destaque se a Sucker Punch, Ready at dawn e From Software anunciassem novos jogos. Days gone já ta quase esquecido, mas acho que ninguém ia lembrar dele se tivesse algo novo.
    Já do lado da Microsoft eu tbm fiquei bem desapontado, e acho que é de uma forma que só eu mesmo senti, já q ninguém por aí comentar profundamente. Eu senti que a Microsoft primeiro me chamou de trouxa por ter só um xbox one e não querer ter o Verdadeiro poder, a Verdadeira Experiência. E logo em seguida acho enganou seus consumidores, por não anunciar nenhum AAA ou jogo realmente exclusivo. Mas como não anunciar vira enganação? Simples: Ela pegou vários projetos não anunciados e chamou para serem mostrados na E3, logo em seguida viu que nos últimos tempos todo mundo ta falando que ela não tem jogos e precisa disso, então fechou contrato de exclusividade temporária com dezenas de indies. Bota tudo isso junto, diz q vai mostrar 42 jogos, uma vozinha gritando “EXCLUSIVE” á todo jogo exclusivo temporário, e ninguém vai ter coragem de dizer, “pow, acho que faltou jogos da própria Microsoft…” já que logo em seguida vai ser respondido com “cara, ela mostrou 42 jogos cê ta loko q não teve jogos?”. E outra, em 2015 Phil Spencer disse “My strategy is more around our own first party franchises, and investing in franchises that we own, and probably fewer exclusive deals for third party content. I want to have strong third party relations, but paying for many third party exclusives isn’t our long term strategy. This year, the fact that we’re shipping Halo 5, Gears of War, Forza 6, Fable, we can only do that and build that best line-up we’ve ever seen really on the back of franchises that we own. It’s great to have Tomb Raider as part of our line-up, but investing in first party, you’ll see more of that at gamescom next week, is really core to our strategy.”. Nós estamos em 2017, e desde que ele falou isso foi anunciado Sea of thieves, State of Decay 2, cuphead e os forzas anuais. Aí no seguinte fizeram o Dead Rising 4 parecer exclusivo e esse ano certamente por não ter um AAA disponível no fim de ano, resolveram pagar dezenas de indies.
    MAS, ainda assim, a conferência da Microsoft foi a melhor, pq no fim, a E3 pra mim é sobre novidades, e foi a conferência que mais trouxe isso, mostrando gameplay de Anthem, Metro Exodus e o trailer de Life is strange.

  • Lucas Santana

    E na surdina, durante a E3, Square solta trailer novo de Kingdom Hearts no World Tour kkkkkk

  • Caesar

    Sushi, como assim você nunca jogou Metroid Prime?

    Pega esse Nintendo Wii U aí, um controle de GC e faz umas lives.

    Tá na hora Sushi, abraça a série Prime. Abraça a Nintendo. O site precisa disso.

    • Sushi0

      Até o lançamento do 4 vou tentar terminar os 3 primeiros

  • Esse ano tava bem morno mesmo

  • Darley Santos

    Acredito que resumiram bem começando pela descrição do cast: “…quase previsível evento da EA, a densa conferência da Microsoft e o anúncio do Xbox One X, a lisérgica apresentação da Bethesda, a fofa conferência da Ubisoft, as decepções da Sony e as surpresas da Nintendo”. Nintendo sempre fazendo corações suspirar hahah, phoda! Sony e seu “downgrade” – uma mesmice… EA não abriu bem a E3, fez expectativas baixarem. Microsoft fez prender a atenção do princípio ao fim. Bethesda fez uma apresentação um tanto inusitada, e bem interessante. E a Ubisoft realmente se destacou nessa E3 2017. Será que vão continuar falando da perda de relevância da feira???

  • Só pra lembrar que parei de ouvir em 2h10 pelo navegador e depois tenho que terminar. =P

  • Tony Horo

    Eu gostei da forma que o André expôs sua forma de pensar sobre o The Last Night e todo o assunto ao redor disso. Sempre me parece uma pessoa que consegue transpor sua opinião como se tivesse do lado de fora do tornado. Não importando o seu lado nesse tipo de assunto, acho que todo mundo podia ser ponderado na forma de se expressar como o André foi.

    Ainda sobre isso (hehe), sei lá… acho mesquinho achar que o cara seja uma pessoa ruim e talvez até burra por ter uma linha de raciocínio e pensamento diferente das pessoas com uma agenda parecida com a de vocês (feministas, etc, como o André mesmo colocou). Segundo disseram, o jogo vai falar sobre um futuro onde o feminismo e outros movimentos se tornaram extermistas e opressores, e tem muita gente por aí querendo silenciar o jogo por isso… sei lá, isso é mt feio! Além do óbvio fato de ser ficção, acho que o tema é algo novo que nunca é abordado dessa forma.

    Sinceramente todo o debate ideológico que volta e meia paira por aqui (não sempre!) está se tornando cansativo, pelo menos pra mim. Não sei se os outros ouvintes concordam, mas me parece algo que poderia ser deixado de lado em futuras atrações do site (podcasts, videos, etc).

    • Márvio

      Tony você teria como passar o local de onde leu que o jogo tem como premissa “o jogo vai falar sobre um futuro onde o feminismo e outros movimentos se tornaram extermistas e opressores”? O que eu encontrei até agora sobre ele, não há indícios deste tipo de trama.

  • João Dobbin

    Não lembro se falaram, mas a Mercury Steam aparentemente está dando suporte na tecnologia do novo metroid (engine, etc). O design está com a Nintendo mesmo. https://www.youtube.com/watch?v=9BCPx2SX7Hk

  • Eu tenho assistido e reassistido o trailer do remake de SotC e confesso que na conferência toda da Sony, foi a única coisa que me fez dar um puta grito e depois congelar bugado sem entender o que tava acontecendo. Que bom que algumas horinhas depois o sangue esfria e a atenção pras coisas volta.
    Minha preocupação com o visual todo daquele trailer pode ser exemplificada, num microcosmos, com o que fizeram com o logo novo. O logo antigo era “tridimensional” visto de baixo pra cima, a tipografia com mais serifa e as bordas bem desgastadas, a textura de pedra e a cor irregular entre “brilho” e “sujeira”. O novo é mais regular, arredondado, “de frente” e o que ele tenta passar de textura me parece mais como falhazinhas na cor e não a letra em si meio fodida, saca? E isso eu acho que rola com algumas coisas no trailer, inclusive os colossi. Eles parecem mais limpos, os pelos mais fofos, as arestas mais arredondadas… o tacape do “valus” no trailer do remake parece novinho e limpo. Áreas como a localidade do “phalanx” por exemplo, no original é só ruína fodida mesmo no meio daquele deserto, só tijolinho bosta, mas no remake eles criaram toda uma sei lá modelagem diferente pras pilastras que aparecem na cena do trailer, agora parecendo até um pouco os tijolos do last guardian…. SotC é tão detalhadinho quando quer, então se esse lugarzinho era desgastadão e “pobre”, sempre imaginei que fosse com um propósito, com uma mensagem, e fico me perguntando como eles decidiram que deveriam alterar isso. Fico preocupado do Ueda não ter envolvimento como consultor pra essas decisões.

    https://uploads.disquscdn.com/images/caf0c2e058e4da2a9c190cda6fe76785e9f99277c7bb9600dee753f6d166d44a.jpg

    No geral concordo muito com o que tu falou no vértice, tem muito jogo que merce mais uma atualização. Até ICO merecia mais, se fosse pra mexer em algo do Ueda, mas é esquisito remake só de um jogo sem o outro pra mim haha. Parece que o fumitão disse que tava pensando num jogo novo e ja tem nego teorizando que o remake de SotC é pra manter a parada viva na cabeça das pessoas e na geração nova enquanto o cara prepara algo novo pra mostrar numa E3 futura, mas parece furado.

    E eu devo é tá sendo precocezão e provavelmente vou achar tudo lindo daqui a dois anos. :v

  • André Luz

    um comentário atrasado, sobre o PS4 pro, eu que não tinha um PS4 comprei o Pró no Brasil por metade do preço que eu gastaria para montar um PC de médio porte praticamente pelo que eu ando vendo. Então eu acho que o publico alvo acaba sendo pessoas como eu, que não tinha console dessa geração, e nem pc, pelo preço acaba sendo vantajoso, agora para quem ja tem algum console, ai não faz sentido. Mas para mim comprar um ps4 pro ou um xbox one X é valido para quem não tem, comprar a versão Slim para mim seria como comprar um 3DS do primeiro modelo, em vez de comprar um XL.

  • Henrique Martins Carvalho

    Queria saber a opinião de vocês sobre o Detroit, o novo da Quantic Dream. Nessa E3 eles mostraram um pouco mais, e me deixou bastante interessado.

  • Mateus Massa

    Só queria dizer que jogo de história dentro de carro muito bom é Drive San Francisco!
    Estou pegando ele mega atrasado agora e gostando muito do estilão do modo como eles contam a história.

X