Vértice #123 (N): Apocalipse Single Player

2017-11-02T11:17:22+00:00 2 de novembro de 2017|Vértice|13 Comentários

Chegou o feriado 100% brasileiro que todos amam, a data em que os capirotos estão vagando entre nós e as tretas soltas por todos os lados, chegou o Rélouin.

Ou algo assim.

E para preparar vocês para esse dia perigoso (que já passou) André, Sushi e Rafael se juntam para discutir o que rolou nas últimas semanas. Notícias como: os anúncios que rolaram na Paris Games Week, o fechamento da Visceral Games e o aparente fim dos jogos single player, a série de banimentos em Destiny 2 e a implosão do NeoGAF.

Além, é claro, de responder muitas perguntinhas e discutir temas enviados pelos ouvintes.

Tá no Seu Turno!

Tem alguma dúvida, questionamento ou tópico de discussão sobre games, a vida, o universo e métodos de ganhar dinheiro? Deixe-a nos comentários abaixo ou envie seu e-mail pelo formulário de contato ou para vertice@jogabilida.de.

  • “Late Nite Funk Squad”, por David Tobin, Jeff Meegan e Malcolm Edmonstone
  • “Dr. Stein”, por Helloween

  • Pais Game Week 2017: 00:02:29
  • Fechamento da Visceral: 00:32:16
  • Série de Bans no Destiny 2 de PC: 00:53:20
  • Tretas no NeoGAF: 00:57:36
  • Email 1: 01:09:23
  • Email 2: 01:13:29
  • Lançamentos: 01:17:01

  • Anderson

    To assustado com a falta de empolgação que eu to vendo por Monster Hunter World. Tudo que eu vejo sobre esse jogo me parece fantástico! Espero que o jogo venda bem.

    • Também achei a reação meio fria.

    • André Campos

      Jogo focado em mecânica é difícil de empolgar num trailer, especialmente pra quem nunca jogou a série antes. Mas tô curioso pra enfim jogar!

    • Leandro The.Godfather

      Nunca joguei nenhum jogo da série, não estou empolgado pq o jogo não parece ter uma história. Não curto muito jogos sem história. E detesto jogos onde a caça não tem uma excelente justificativa, além do desafio.
      Espero estar errado quanto a isso…

  • Heider Mesquita

    “So I ask you once again, samurai, do you surrender?”

    Hyper la no céu pra esse jogo =)

  • Esse negócio do NeoGAF é muito chato mesmo. Sinceramente, essa foi meio que a gota d’água pra mim, na questão de seguir pessoas em redes sociais. Esse ano mesmo, não salvou um. Joss Whedon, Devin Faraci, até o Glenn Fleischmann (que eu conhecia pessoalmente). Eu me sinto meio perdido nessas horas, e esse caso do Evilore só veio a cimentar isso: são lobos se escondendo no meio de ovelhas. Antes eu teria uma certa parcimônia em falar isso, mas essa galera que paga de feministo no twitter me parece tudo a mesma coisa: gente querendo compensar por ter feito alguma merda. Dito e feito. Eu já tinha parado de seguir jornalistas BR no twitter depois daquela treta da IGN BR ter plagiado um artigo. Fiquei muito sentido com a resposta do Pablo Miyazawa à situação toda – parece até a resposta do Evilore (será que essas coisas se repetem?). Acho que pra mim chega. Ativismo de twitter nunca muda nada mesmo, e cão que ladra demais não morde. Não adianta nada ser feministo ou pagar de defensor das minorias no twitter e depois ser pego com a boca na botija. Decepção pra tudo que é lado.

    Eu acho que vocês não são muito de visitar fóruns (pelo pouco que eu ouvi do podcast de vocês), mas já houveram algumas tentativas de criar outras comunidades de gente que foi banida da NeoGAF. Uma que eu lembrava de frequentar era a OPA Ages, que não existe mais. Até o lendário REIROM, papa da emulação, postava lá. Lembro do dia que uma garota mandou um Xbox 360 pra ele, direto dos EUA. Aqui no Brasil, os fóruns mais famosos ainda na ativa são Outerspace e UOL Jogos. Vários fóruns foram criados de gente insatisfeita com esses dois também, como Players, VGBR, Ovelha Inflável, Comborama, Hangarnet, Neofighters, e por aí vai. Eu acho que os fóruns meio que morreram por causa das redes sociais. Cada um na sua bolha, panela ou o que o valha.

    Desculpem o desabafo sobre o pessoal de twitter (e não sei se vocês lêem aqui mesmo), mas era um negócio que eu não podia segurar mais. Não gosto de rotular ninguém (“feministo”, “bolsominion”, “esquerdinha”, “fascistinha”, etc), mas tem hora que essa galera parece meio que uma caricatura daqueles cartuns políticos. Teoria da ferradura, etc. Até o Mateus Castro, que é um cara que eu considero, veio se aproveitar da queda da NeoGAF para enfiar um discurso idiota sobre o porquê de o Escola sem Partido ser uma coisa ruim. E ainda enfiou o “Neogaf era um fórum progressista”, como se fosse consenso, e que ali não fosse um UOL Jogos ao contrário. Se fosse realmente um fórum progressista, os admins dos sites (IGN, Something Awful), não colocariam em letras garrafais “Se você é da NeoGAF, não é bem-vindo aqui”. É uma galera que realmente não se toca. Parece que a pessoa bota a cabeça no travesseiro, sonha com um mundo colorido dela, e acha que quando acordar, tudo vai estar que nem no sonho dela. O que eu quero dizer é que as pessoas acham que o mundo deve alguma coisa à elas, sei lá.

    • A Opa ainda existe, ela tá aqui: http://www.hippo-ages.com/
      O cadastro é fechado, e boa parte da galera saiu fora depois de 2010.

      Aliás, lol Joss Whedon. Não sei como tu acreditava nesse cara. Tava na cara que ele metia a vara em todas as atrizes. Tu viu o que ele falou lá “Eu me sentia um herói grego numa tragédia, com todas aquelas garotas agressivas e necessitadas perto de mim”. É pra morrer mesmo um negócio desses.

      • Não sabia que a OPA Ages ainda sobrevivia. Se bem que olhando aqui, os links da OPA antiga estão fora do ar. Tinha muita thread boa lá. Tudo perdido. Acho que desses fóruns antigos, o único que resta mesmo é o Something Awful. Muita gente boa da indústria saiu de lá.
        Quanto ao Whedon, eu achei que ainda havia alguma esperança nesse meio, mas não. É tudo um bando de filho da puta mesmo. Só bota pose no twitter, mas no vamos ver, é o velho “eu peço desculpas, eu fui fraco”. Usam o ativismo só como escudo para defletir críticas. Que nem o Kevin Spacey se declarar gay para defletir o fato de ter apalpado o outro rapaz lá. Ele realmente achava que isso ia ajudar a situação dele?

        Falando em fóruns, eu esqueci do RPGCodex.

  • MarcusVss

    Spelunky pra mim é o principal exemplo de fase procedural bem feita, por isso espero que o jogo continue sendo roguelike E o jogo é todo baseado em armadilhas, se vc puder simplesmente decorar onde estão as armadilhas tira a graça.

  • Eu prefiro jogos mais longos por uma questão de economia. Pelo preço que andam os games, escolho os que tem o melhor custo/benefício. E vida longa ao single player!

  • Adoro quando o André faz essas descrições de vore e me faz vomitar no meu teclado.

  • Vassago

    Adorei a descrição dos fetiches de Sonic. haha

  • Louelson Costa

    Acho que um novo Soul Reaver com o nemesis system de Shadow of Mordor seria bem legal.

X