DASH #48: Demon’s Souls

André Campos, Ricardo Dias e Eduardo Fonseca vão além da névoa branca para uma densa discussão sobre Demon’s Souls e sumonam o fantasminha camarada de Douglas Pereira, o Dougão que os ajudará nesse combate contra o chefão que é o quadragésimo oitavo DASH Podcast.

DASH #43: Grand Theft Auto V

André Campos e Ricardo Dias recebem Caio Corraini (Arena iG) e Evandro de Freitas (99 Vidas) para tramar sobre Grand Theft Auto V. A discussão sobre a saga criminosa de Michal, Franklin e Trevor passa pelas expectativas pré-lançamento, momentos marcantes, o primor técnico, as surpresas, decepções e, claro, o GTA Online.

DASH #41: Outlast, A Machine for Pigs

Os dashers recebem Márcio Barrios para discutir (sem spoilers) os recentes Outlast e Amnesia: A Machine for Pigs, e aproveitam para falar do gênero de terror como um todo. Por que gostamos de nos torturar com essas experiências estressantes? Quais os jogos de terror que mais nos marcaram? Qual dos dois jogos é o melhor?

DASH #39: Você Joga com o Meu Jogo?

Rick nunca jogou Dark Souls, agora terá que pegar o próximo corvo gigante para Lordran. Sushi disse não à Civilization V, e agora vai inventar o aerosol antes da roda. André esnobava DotA 2, agora se prepara para encarar um solo top contra um pub tryhard, tomando cuidado para não feedar e ainda gankar quando lhe for requisitado. Qual será o resultado disso?

DASH #38: GameScore Vol. 6, A Vingança

André, Rick e Sushi recebem Caio Corraini e Diego GC para, depois de tanto tempo, escutar e discutir sobre algumas de suas músicas favoritas desse harmonioso universo dos joguinhos eletrônicos. Prepare-se para revelações bombásticas sobre o passado, músicas que representam o sorriso da Mona Lisa, um jogral no recreio da escola e… um prato que se come frio?

DASH #37: The Last of Us

No trigésimo sétimo DASH Podcast, André Campos, Ricardo Dias e Eduardo Sushi destrincham a mais recente obra da Naughty Dog: The Last of Us, com todos os SPOILERS possíveis. Da jogabilidade à história, das cutscenes ao sistema de crafting, de Troy Baker à Ashley Johnson, de Tess à David, de veados à girafas.

DASH #36: Bioshock

Um homem não é dono de seu podcast? Não, disse Eduardo Fonseca: ele pertence aos pobres. Não, disse Ricardo Dias: ele pertence à Deus. Não, disse André Campos: ele pertence à todos. Eu rejeitei essas respostas; e ao invés delas, eu escolhi algo diferente. Eu escolhi o impossível. Eu escolhi o trigésimo sexto DASH Podcast!

DASH #35: Bioshock Infinite

“Traga-nos o podcast e quite sua dívida”, esse era o combinado para os pinkertons André Campos, Ricardo Dias e Eduardo Fonseca, quando um inesperado encontro com o manipulador de dimensões Thiago Salvador levou todos ao universo de Bioshock Infinite. Os detalhes os eludem agora… Mas é justamente por isso que falarão por duas horas sobre esse maldito jogo.

DASH #34: System Shock

Nesse trigésimo quarto DASH, André Campos, Ricardo Dias e Eduardo Fonseca discutem e analisam a série que precedeu Bioshock e uma das mais influentes de toda a história, além de revelarem todos os segredos sobre [MENSAGEM REMOVIDA]

DASH #32: O Melhor da DICE 2013

Dos dias 5 a 8 de fevereiro de 2013 aconteceu o DICE Summit, uma convenção que tem como objetivo discutir os negócios, inovações e futuros rumos da indústria do entretenimento eletrônico. Muitas palestras aconteceram, e para não deixá-las passar em branco, os dashers André Campos, Ricardo Dias e Eduardo Fonseca escolhem as que lhes foram mais marcantes e discutem os principais argumentos levantados pelos palestrantes.

DASH #24: Half-Life² Episodes

É chegada a hora de encerrar o mês de Half-Life no Jogabilidade, e não poderia ser de melhor forma: falando sobre as duas altamente competentes sequências das aventuras de Gordon Freeman e incorporando Mateus Six como o terceiro pé-de-cabra de nossa discussão!

DASH #23: Half-Life²

O mês de Half-Life segue sua viagem! Prepare seu macacão azul e pose para a foto, pois a próxima parada é City 17, o palco da continuação do best-seller de 1998, o software de PC mais aclamado pela crítica: Half-Life²!